segunda-feira, 24 de novembro de 2008

Richard Ramirez - The Night Stalker



Richard Ramirez
Nascido no ano de 1960 em El Paso, Texas (E.E.U.U.). 

Vivia com seus pais e seis irmãos. 
Como vários outros “serial killers”, os seus crimes começaram cedo (quando ele tinha em torno de 9 anos) e eles iam desde abuso de drogas à assaltos à mão armada. Ele era claramente um adolescente perturbado, mas não ficava claro o que tanto o perturbava. 

Quando estava com 23 anos às vezes morava nas ruas ou em motéis baratos de Los Angeles e continuava roubando. No entanto, ele havia começado a roubar coisas maiores como carros.

Era dito que Ramirez afirmava que Satã o protegeria das leis e de qualquer dano, assegurando que ele não seria pego. Também é dito que Ramirez não tinha uma verdadeira devoção ao demônio. Ramirez era diferente de qualquer "serial killer" já estudado. 

Era difícil categorizá-lo porque muitos de seus crimes eram de naturezas distintas; ele variava seus métodos vastamente, várias vezes. A escolha de sua vítimas não era específica ou particular (ele não era como um Bundy em que todas as suas vítimas tinham cabelos escuros e compridos partidos ao meio ou Gacy que sempre escolhia jovens rapazes).

As vítimas de Ramirez incluíam o idoso, o jovem, o homem e a mulher. Ele deixou alguns viverem, mas matava muitos. Ele atirava em suas vítimas, as esfaqueava... As vezes ele se descuidava ao cometer seus crimes, como quando ele deixou um boné na casa de uma vítima.

Detalhes dos Crimes (cronologicamente)


Durante o verão de 1984, uma mulher de 79 anos foi esfaqueada até a morte depois a sua garganta foi açoitada. Isso aconteceu em sua própria casa. Em seguida, uma menina de seis anos de idade foi seqüestrada na parada do ônibus. Ela foi abusada sexualmente e jogada viva em uma área deserta.

Duas semanas depois, uma menina de 9 anos de idade foi tirada de seu quarto,  e estuprada. A próxima vítima, uma senhora que chegava em casa levou tiros mas não foi morta. Provavelmente a única razão por ela ter sobrevivido foi por ela ter se fingido de morta. No entanto, o atirador entrou na casa da vítima e atirou na cabeça de sua colega de quarto de 34 anos. E por aí continuaram os crimes com nenhuma rima aparente, nem razão ou conjunto de padrões.

Uma coisa ficava clara no entanto, que o assassino ficava cada vez mais sádico. Por exemplo, algumas vítimas mais tarde, o assassino cortou o corpo de uma mulher de 44 anos e cortou os seus olhos enquanto ainda estava viva.

Como eu havia mencionado anteriormente algumas das vítimas eram deixadas vivas. Poucas eram capazes de descrever o assassino. Elas descreviam um homem alto, magro e com um péssimo hálito. 

Uma vez que as três vítimas descreveram um mesmo homem, foi finalmente descoberto que havia um "serial killer" à solta.

O Final da História

De partes das descrições que as testemunhas conseguiram fornecer, a identidade do “Night Stalker” foi descoberta.
A sua foto foi posta em todos os lugares.
Dizia-se que em uma loja de conveniência, uma senhora avistou Ramirez e disse alto o bastante que ele era o assassino.
Ramirez fugiu à pé com um bando de pessoas tentando pegá-lo.
Ele tentou roubar um carro, mas o marido da mulher que dirija o carro o acertou com um cano.
Eventualmente a polícia acabou protegendo Ramirez das pessoas que queriam linchá-lo pela morte de 13 pessoas, 5 tentativas de homicídio, 6 estupros, 3 atos obscenos com crianças, 2 seqüestros, 3 atos de copulação oral forçada, 4 atos de sexo anal forçado com homens, 5 assaltos à mão armada e 14 roubos. Todos esses crimes cometidos de Junho de 1984 à Agosto de 1985.
Ele foi condenado à câmara de gás em 1989…e morreu recentemente de insuficiência hepática, em 7 de junho de 2013, aos 53 anos. 

Esse link fala muito mais sobre ele e contém fotos de algumas das vítimas: http://oaprendizverde.com.br/2013/06/13/morre-richard-ramirez-o-perseguidor-da-noite/

Devido a reclamações de alguns leitores nos comentários, resolvi procurar outra fonte sobre ele.

O conteúdo a seguir foi tirado do livro "501 crimes mais notórios" de Paul Donnelley. Espero que satisfaça os leitores.

Richard Ramírez - "Adoro todo aquele sangue".

O Crime: Richard Ramírez era um satanista que, entre junho de 1984 e agosto de 1985, assassinou mais de uma dúzia de pessoas. Ricardo Muños Ramírez nasceu em El Paso, Texas, em 29 de fevereiro de 1960. Conhecido como o "Perseguidor da Noite", ele invadia casas usando janelas e portas abertas. O primeiro assassinato foi cometido em 28 de junho de 1984. Depois de usar cocaína, Ramírez invadiu Glassell Park, a casa de Jennie Vincow, 79 anos, em Los Angeles. Ela foi encontrada morta na manhã seguinte, com o corpo perfurado por facadas, a cabeça quase removida do corpo, e a necropsia revelou que havia sido estuprada. Os ataques continuaram e Los Angeles vivia com medo. Foram quatro ataques em março de 1985. Uma senhora foi agredida com um martelo com tal ferocidade que o cabo da ferramente se partiu. 

Era comum Ramírez deixar no local do crime um pentagrama desenhado com batom. A violência chegou ao ponto máximo naquele verão.

As vítimas que sobreviveram descreviam um homem alto e magro vestido de preto, com dentes podres e mal hálito. Como ocorre com muitos criminosos, foi a sorte que levou a captura de Ramírez. 
O FBI observava o carro de um fugitivo e encontrou uma digital que pertencia a um vigarista de pouca importância nos arquivos do Bureau. Seu nome era Richard Ramírez. O Bureau divulgou uma fotografia de Ramírez, que foi publicada pela mídia. Em 31 de agosto de 1985 Ramírez foi reconhecido pelos proprietários de uma banca de jornal onde sua foto era exibida. Ele correu 3 km em doze minutos e depois tentou roubar o Ford Mustang vermelho de Faustino Pinon da garagem de sua casa . Ele não sabia que Pinon trabalhava sob o automóvel, e o roubo foi frustrado. Ele tentou roubar outro automóvel, foi impedido, e ainda tentou fugir. Moradores do local o perseguiram e um deles o derrubou, atacando-o com um porrete de metal. Os outros se sentaram sobre ele até a policia chegar.

Consequências.

Durante o julgamento, Ramírez esteve sentado em silêncio ou com os dedos em riste ao lado da cabeça, imitando chifres, cantando, "Diabo, diabo...". Em 20 de dezembro de 1989 Ramírez foi condenado por doze homicídios dolosos, um homicídio culposo e trinta acusações de estupro e assalto. Em 7 de novembro ele foi sentenciado à morte. Ele disse a um companheiro de detenção: "Adoro todo aquele sangue". Em 3 de outubro de 1996 ele se casou com Doreen Lioy, que escrevera mais de setenta cartas para ele durante o período de detenção.
Durante o julgamento, em 14 de agosto de 1989, a jurada Phyllis Singletary foi assassinada pelo namorado, que depois cometeu suicídio. Alguns outros jurados acreditavam que, de alguma maneira, Ramírez havia arquitetado sua morte, mas depois foi provado que ele não teve relação com o crime.






                    

4 comentários:

Anónimo disse...

Esta mini biografia do Ramirez está uma bela porcaria!! One foste buscar tanta aldrabice? Primeiro, o Ramirez não tem 6 irmãos mas sim 3 irmaos e 1 irmã. (Joseph, Robert, Ruben e Ruth). Os olhos da vítima foram tirados com ela já morta, depois de ter tentado matar Ramirez com uma caçadeira. Ramirez não foi condenado por fazer mal a crianças (tirando agora recente mente é que foi acusado de tal coisa...balelas, a meu ver, Simplesmente "resolveram" mais um caso e meteram a culpa no Night Stalker. Porque não?) e também não teve relações homossexuais. Esta biografia está péssima!!!!!

Ricardo disse...

Cara, tá um fiasco essa biografia. Sem querer criticar, mas muito do que tá aí não foi comprovado ou então é mentira.

Anne disse...

Olá queridos leitores Anônimo e Ricardo. Isso foi o que encontrei até agora, nada diferente disso. Portanto se puderem me mandar a história REAL dos fatos ficarei contente em analisá-la e postar aqui para sua Felicidade e Satisfação rsrsrs

Anne disse...

James Franco não apenas atuará como dirigirá “The Night Stalker”, que é o apelido do serial killer Richard Ramirez, um satanista que matou de crianças a idosos e recebeu mais de 10 penas de morte, mas ainda está vivo.

Vamos aguardar.