sexta-feira, 19 de Fevereiro de 2010

Venables e Thompson - assassinato de James Bulger.


Venables e Thompson

O assassinato de James Bulger é um processo relativo ao rapto e assassinato de James Bulger, de dois anos de idade, de Kirkby, Inglaterra, em 1993. Seus assassinos foram dois meninos de 10 anos, Jon Venables (nascido em 13 de agosto de 1982) e Robert Thompson (nascido em 23 de agosto de 1982).



James desapareceu da nova vertente Centro Comercial, onde esteve com sua mãe Denise, em 12 de fevereiro de 1993, e seu corpo mutilado foi encontrado em uma linha ferroviária em Walton, próximo do dia 14 de fevereiro. Thompson e Venables, ambos de 10 anos, foram acusados do rapto e assassinato de James, em 20 de fevereiro e colocados em prisão preventiva. Eles foram acusados de raptar outra criança no dia seguinte.

Os dois meninos, então com 11 anos, foram considerados culpados de assassinar Bulger em Preston Crown Court, em 24 de novembro de 1993, os mais jovens condenados por assassinato na história criminal Inglesa.

 ( até mais jovens que Mary Bell http://pasdemasque.blogspot.com.br/2008/12/mary-bell-mais-jovem-homicida-da.html ).

O juiz condenou-os a serem detidos no Her Majesty's Pleasure, com uma recomendação de que eles deveriam ser mantidos sob custódia por "muitos, muitos anos a fio", recomendando um prazo mínimo de 8 anos. Pouco depois do julgamento, o Lord Taylor de Gosforth, e o Senhor Chefe de Justiça, ordenaram que os dois meninos deveriam servir um mínimo de dez anos, que teria tornado-los elegíveis para condicional em fevereiro de 2003 com a idade de vinte anos.

A imprensa popular sentiu que a pena foi muito branda, e os editores do jornal The Sun entregaram uma petição com 300.000 assinaturas para o secretário Michael Howard, em uma tentativa de aumentar o tempo gasto por ambos os meninos sob custódia.


Esta campanha foi bem sucedida e, em 1995 Howard anunciou que os rapazes seriam mantidos em prisão preventiva por um período mínimo de quinze anos, o que significa que eles não seriam elegíveis para a liberação até fevereiro de 2008, época em que eles teriam vinte e cinco anos de idade.



Em 1997, o Tribunal de Apelação decidiu que a decisão de Howard para definir uma pauta de quinze anos foi ilegal, e do Ministro do Interior perdeu seu poder de fixar prazos mínimos para a vida de prisioneiros sob pena de dezoito anos de idade. O Supremo Tribunal e do Tribunal Europeu dos Direitos Humanos, desde então, decidiu que, embora o Parlamento pode fixar prazos mínimos e máximos para cada categoria de crime, é da responsabilidade do juiz, com o benefício de todas as provas e argumentos de ambos os acusação e o advogado de defesa, para determinar a duração mínima em cada um dos casos criminais.



Thompson e Venables foram libertados em condicional em junho de 2001, depois de cumprir oito anos, quando uma audiência de condicional concluiu que a segurança pública não estaria ameaçada por sua reabilitação. Uma liminar foi imposta após o julgamento, impedindo a publicação de detalhes sobre os meninos, por medo de represálias. A liminar esteve em vigor após a sua libertação, assim que suas novas identidades e localização não poderiam ser publicadas, embora esta decisão só se aplica ao Reino Unido.

O assassinato:

Evidências encontradas no CCTV no Shopping Strand center em Bootle mostrou os sequestradores Jon Venables e Robert Thompson casualmente observando as crianças, selecionando um alvo. Os meninos deveriam estar na escola, mas eles estavam jogando fliperama. Ao longo do dia, Venables e Thompson, foram vistos roubando vários itens, incluindo doces, um boneco troll, algumas baterias e uma lata de tinta azul, alguns dos quais foram encontradas na cena do crime.



Antes do sequestro, no centro comercial, os rapazes tentaram raptar uma outra criança. Ouviram eles dizerem em uma loja "vamos levar um dos dois" e mãe de dois filhos pensou que estavam tentando roubar alguns bens. Mais tarde foi revelado por um dos rapazes que estavam a planejar levar um dos dois filhos, levá-los lá fora e empurrar a criança na frente dos carros passando a causar um acidente na estrada movimentada. Um policial comentou que matar Bulger não era simplesmente um crime oportunista: tinha sido sistematicamente planejado. "Eles sabiam exatamente o que estavam fazendo. ... Eles tinham planejado desde o início ... para ir e matar um menino."

Denise e James

Naquela mesma tarde, James Bulger (muitas vezes referido como "Jamie Bulger" na imprensa, embora nunca tivesse sido chamado de "Jamie" por sua família), nas proximidades de Kirkby, foi com sua mãe, Denise, em um centro comercial próximo. Ele tinha cerca de 2 ½ metros de altura, com pele clara, olhos azuis e cabelos castanho claro. Dentro de uma loja, Sra. Bulger percebeu que seu filho havia desaparecido. Ele tinha andado fora da loja por conta própria e foi visto pelos dois meninos. Eles se aproximaram dele, falaram com ele e ganharam sua confiança, antes de tomar-lhe a mão levando-o para fora do local. Este momento foi capturado em uma câmera de CCTV as 15:39 (referência a esta afirma o tempo como 15:42).


Os meninos levaram Bulger por 4,0 km a pé, levando-o a um canal onde ele sofreu ferimentos na cabeça e rosto. Durante a caminhada, os meninos foram vistos por 38 pessoas. Bulger estava claramente afligido, mas a maioria dos espectadores não fez nada para intervir. Duas pessoas confrontaram os meninos mais velhos, mas eles alegaram que James era um irmão mais novo, ou que ele estava perdido e que estavam levando-o à delegacia local. Eventualmente, os meninos o levaram a uma linha ferroviária, perto da estação ferroviária Walton & Anfield, perto da delegacia de Lane e cemitério Anfield, onde o atacaram.

James

Fatos provados em julgamento mostram que, neste local, um dos rapazes jogou tinta azul na cara de Bulger. Eles chutaram e bateram nele com tijolos, e pedras e uma barra de ferro de 10,0 kg. Em seguida, colocaram as baterias em sua boca. James sofreu fraturas impressionantes no crânio, como resultado das pancadas com a barra de ferro. Entretanto, o Dr. Alan Williams, patologista do caso, especulou que James sofreu tantos ferimentos que ninguém podia dizer qual ou com o que foi-lhe dado o golpe fatal
Thompson e Venables


Antes que o deixassem, os meninos levaram Bulger nos trilhos da via férrea e ponderaram a sua cabeça para baixo com entulho, na esperança de que um trem iria acertá-lo e fazer sua morte parecer um acidente. Após o colocarem nos trilhos os assassinos deixaram o local, seu corpo foi cortado ao meio por um trem. O Corpo de Bulger foi descoberto dois dias depois, em 14 de fevereiro. Um patologista forense afirmou que ele tinha morrido antes de ele ter sido atingido pelo trem.

A polícia rapidamente encontrou imagens de baixa resolução de vídeo do rapto de Bulger no Centro Comercial Centro Strand por dois rapazes não identificados. Como as circunstâncias da morte tornaram-se claras, nos tabloides as pessoas que tinham visto Bulger denunciaram, (mas não interviram para ajudar Bulger quando ele estava sendo brutalmente empurrado pela cidade.) O aterro ferroviário em que seu corpo tinha sido descoberto foi inundado com centenas de buquês de flores.

Este crime criou grande raiva em Liverpool. A família de um rapaz que foi detido para interrogatório, mas posteriormente libertado, teve que fugir da cidade. A descoberta veio quando uma mulher, ao ver imagens ligeiramente melhoradas dos dois rapazes na televisão nacional, acreditava que os reconheceu como dois vizinhos. Ela contatou a polícia e dois suspeitos foram presos. O fato dos meninos serem tão jovens veio como um choque para investigação policiais, chefiada por Albert Kirby DS da Polícia de Merseyside. Os primeiros relatórios da imprensa e declarações a polícia haviam referido Bulger a ser visto com "dois jovens" (sugerindo que os assassinos eram adolescentes), as idades dos meninos estavam sendo difícil de determinar a partir das imagens captadas pelo CFTV.

Thompson e Venables culparam-se mutuamente pelo assassinato, mas a polícia identificou Thompson como a principal figura.

E falou de sua aparente falta total de remorso pelo crime que eles estavam acusando-lhe. Testes forenses também confirmaram que os dois rapazes tinham a mesma pintura azul em suas roupas da qual encontraram no corpo de Bulger. Ambos tinham sangue em seus sapatos; o sangue no sapato de Thompson foi combinado a Bulger através de testes de DNA.

Os rapazes (crianças) foram acusados pelo homicídio de Bulger, em 20 de fevereiro de 1993.

Julgamento e condenação:

Na sequência da sua detenção, e em toda a mídia em seu julgamento, os meninos foram referidos como Criança "A" (Venables) "B" (Thompson). No final do julgamento, o juiz considerou que os seus nomes deveriam ser liberados (por causa da natureza do crime e da reação do público), e eles foram identificados, juntamente com longas descrições de suas vidas e experiências. O choque do público foi agravado pela liberação, após o julgamento, de fotos tiradas durante o interrogatório pela polícia. As fotos mostravam as crianças com medo, e muitos achavam difícil acreditar que tal crime havia sido perpetrado por duas pessoas tão jovens.

500 manifestantes se reuniram na Corte para o julgamento inicial dos meninos. Os pais dos acusados foram levados para diferentes partes do país e assumiram novas identidades após ameaças de morte.

O julgamento teve início em Preston Crown Court, em 1 de novembro de 1993. Cada menino sentou-se em vista do tribunal em cadeiras levantadas (para que eles pudessem ver fora do encaixe concebido para adultos), acompanhados por dois assistentes sociais. Apesar de terem sido separados de seus pais, eles estavam a uma pequena distância quando sua família compareceu ao julgamento. As notícias relataram o comportamento dos réus. Estes aspectos foram mais tarde criticados pelo Tribunal Europeu dos Direitos Humanos, que anunciou em 1999 que não tinham recebido um julgamento justo por serem julgados em público e em um tribunal de adultos.

Os meninos, que não fizeram depoimentos em sua defesa, foram considerados culpados em 24 de novembro e condenados à prisão em uma instituição de jovens infratores. O juiz, Michael Morland, recomendou um prazo mínimo de 8 anos de detenção.

O caso levou à angústia pública e preocupação com a decadência moral na Grã-Bretanha. Tony Blair, Ministro, fez um discurso em Wellingborough em 19 de fevereiro, dizendo que "Ouvimos falar de crimes tão horríveis que provocam raiva e descrença ... Essas são as manifestações de uma sociedade que se indigna." O primeiro-ministro John Major disse que "a sociedade precisa condenar um pouco mais, e entender um pouco menos".


O Senhor Chefe de Justiça, Lorde Taylor de Gosforth, mais tarde, decidiu que os meninos deveriam servir pelo menos 10 anos na prisão. Na sequência de uma campanha pública, este foi aumentado em 1994 para 15 anos pelo Ministro do Interior, Michael Howard, "agindo no interesse público". Lord Donaldson denunciou esta intervenção política, descrevendo a elevação da tarifa de "vingança institucionalizada ... [por] um político jogar para a galeria." Isso foi derrubado em 1997 pela Câmara dos Lordes, que governou o que era "ilegal" para o Ministro do Interior para decidir sobre a pena mínima para os delinquentes menores de 18 anos.

Em outubro de 2000, Lord Harry Woolf Chefe da Justiça reduziu sua pena mínima de dois anos em reconhecimento do seu bom comportamento e remorso demonstrado em detenção, restaurando o juiz do processo original de oito anos mínimos recomendados.


Recurso e libertação

Em 1999, os advogados de Venables e Thompson recorreram para o Tribunal Europeu dos Direitos Humanos que o julgamento dos meninos não tinha sido imparcial, uma vez que eles eram jovens demais para acompanhar os processos e entender um tribunal de adultos. A Corte Européia rejeitou a alegação de que o julgamento foi desumano e degradante, mas confirmou sua alegação de que foi negado um julgamento justo pela natureza do processo judicial. o Tribunal Europeu considerou igualmente que a intervenção de Howard levou a um ambiente carregado, tornando impossível um julgamento justo.

Nesse mesmo ano, os pais de Bulger, recorreram ao Tribunal Europeu dos Direitos do Homem, mas não conseguiram convencer o Tribunal que uma vítima de um crime tem o direito de estar envolvido na determinação da pena do autor.
O processo do Tribunal Europeu levou à Lord Woolf, a revisão da pena mínima. Em outubro de 2000, recomendou que a tarifa fosse reduzida de dez a oito anos, acrescentando que as instituições de jovens infratores "são uma 'atmosfera corrosiva" para os juvenis.

Em junho de 2001, após uma revisão de seis meses, o conselho de condicionais governou que os meninos já não eram uma ameaça para a segurança pública e poderiam ser libertados como a tarifa mínima tinha terminado em fevereiro desse ano. O secretário do Interior, David Blunkett, aprovou a decisão, e eles foram liberados em poucas semanas. Eles receberam novas identidades e mudaram-se para locais secretos sob uma proteção de testemunhas "Eles vivem em um regime de "vida", que permite a sua volta imediata para encarceramento por tempo indeterminado, se forem vistos como um perigo para o público. Como parte de suas condições, eles eram obrigados a não terem de contato um com o outro."

Indico este link que fala de psicopatia infantil http://literatortura.com/2013/06/anjos-nefastos-os-tristes-casos-de-psicopatia-infantil/http://literatortura.com/2013/06/anjos-nefastos-os-tristes-casos-de-psicopatia-infantil/



James Bulger - A mothers story ( PART 1)


James Bulger - A mothers story ( PART 2 )


James Bulger - A mothers story (PART 3)


James Bulger - a mothers story (PART 4)


James Bulger - a mothers story (PART 5)


James Bulger - a mothers story (PART 6)


A Father's Story 1


a fathers story 2


A Father's Story 3


a father's story 4


a fathers story 5


a fathers story 6


James Bulger

34 comentários:

Anónimo disse...

Os pais desses imbecis deviam ter sido presos junto com eles, ele não tiveram orientação nehuma sobre o amor e nem afeto no lar.

Anónimo disse...

Eu fico com dó desses pobres meninos.
Como disse meu ídolo Michael J.: Essas pobres crianças não tiveram ninguém para segura-lás, olhar nos olhos delas e dizer " Eu te amo ".
A beleza dos meninos era encantadora, eles seriam grandes pessoas se seus destinos não fossem como foram.

Anónimo disse...

Os pais, usuários de drogas e irresponsáveis, transformaram os filhos em assassinos aos 10 anos de idade, acabaram com a vida dos dois garotos, do pequeno Bulger e de sues familiares. Eles são os grandes culpados!

RETROGIRL disse...

Sem essa de que a família também era culpada. Ah, va! Com 11 anos de idade sabe-se muito bem o que é matar e que isso não é certo. Até acho natural certa maldade em crianças, quando elas caçoam e humilham as outras, porque ainda não conseguem aceitar o outro... Me parece natural, mas uma criança "saudável" não passa disso, não sai ESCOLHENDO e premeditando um crime nesse grau de atrocidade, desumanidade e frieza.
Por mim, ambos poderiam ter apodrecido na prisão... Não mataram uma formiga, não mataram um gato (e olha que isso já seria um absurdo), MATARAM UM BEBÊ DE 2 ANOS! COM REQUINTES DE CRUELDADE!

Eles sabiam muito bem o que estavam fazendo e essa cara de santo deles é pura enganação... A maldade não escolhe rosto,gente...

Deviam ter apodrecido na prisão. Nunca vi um crime tão chocante e revoltante como este.

Anónimo disse...

Concordo plenamente!

Jardier disse...

Se faltou amor, acho que sim, mas isso jamais pode servir de motivo para alguém fazer uma barbaridade digna de Hitle, esses animais(ou melhor) seres indescritíveis mereciam sofrear numa cadeia até o fim de seus podres dias de mísera vida inútil. Esse é um caso em que esses (dois) erros genéticos, jamais deveriam ter sido gerado, eu amaldiçoou o dia em que essas duas Bestas nasceram. Mande eles pra mim que eu tenho a cura para eles, há se tenho. pode mandar. Eles vão saber o que é sentir dor.

Anónimo disse...

olha a RETROGIRL é a unica pessoa que raciocina aqui, verdade A maldade não escolhe rosto ...

Anónimo disse...

Caraca, chocante a história. Crianças tão novas e com índices de psicopatia, sim elas devem ser presas, mas tendo apenas 10 anos (com 10 anos já se sabe o que é certo e o que é errado). Todo o planejamento do crime e depois fingir um acidente de trem? Digno de filme de terror, são capazes sim de serem presos, passar por um longo período de tratamento e principalmente tentar mostra-los que existe um Deus. Eu digo, tem que ser muito gente, ou melhor, quase divino, pra perdoar tal atrocidade, mas por ainda serem crianças aí é que devem ter uma maior atenção. Dependendo de como eram os pais desses meninos eles podem sim ter culpa ou não, desses meninos terem cometido tão grave crime. Espero que Deus tenha tocado os corações desses meninos nos dias de hoje e eles tenham se tornado pessoas melhores. No Brasil precisa-se de penas mais duras, aqui tá tudo ao léu, aqui tá praticamente, cada um por si e Deus por todos.

Anónimo disse...

nao tem dessa que a familia é culpada pelo crime cometido por esses dois meninos, uma criança de 10 anos sabe mto bem oq esta fazendo, ou vcs acham que elas mataram se querer, tava brincando de bonequinho com ele, se ligam né, eles nem se defenderam, isso quer dizer que eles sabiam quando tava matando aquele anjo inocente, eles mataram com brutalidade sem arrependimentos, so tenho dó daquela criança inocente que morreu sem ter feito absolutamente nada, nao sei como liberaram esses caras, se eles tiveram coragem de fazer aquilo quando tinha apenas 10 anos, imagina agora com trinta e poucos.. espero que o pais que mandaram esses meninos nao seja o brasil,pq aqui ja tem mto assassinos, nao precisa de mas um

Anónimo disse...

esses assassinos malditos tem que morrer aos pouquinho,como existe estes tipos de montros que tem o prazer de matar um bebe inocente,bom neste mundo, aqui se faz aqui se paga , pode demorar mas esse dia vai chegar espere assassinos ..

Anónimo disse...

fico aterrorizada a ponto de ter medo de sair de casa.
como pode o ser humano ter capacidade de fazer isso?onde estamos?acho que aqui que e o inferno.
pobre menininho,mal começou sua vida e foi impedida com tanta crueldade,me pergunto pq?tento compreender mas muitas coisas não consigo,essa vida é misteriosa e cruel.

Anónimo disse...

Crianças sao inocentes nao tem noção do que fazem,mas esses ai sabiam o que estavam fazendo e fizeram sem piedade nao merecem segunda chance pra nada deveria acontecer com eles o mesmo que eles fizeram.

Dessa Lee disse...

Eu não acredito que foi por falta de amor dos pais como muitos dizem. Psicopatia infantil. Assim como Beth Thomas, que com um ano de idade, era estuprada pelo pai biológico. Após ser adotada junto com seu irmão, mesmo os pais adotivos dando carinho e amor para a menina, ela com 6 anos, tentou matar o irmão e os pais adotivos. essas crianças sofreram, ou sofriam alguma coisa, seja abuso, ou qualquer outra coisa. isso era caso de tratamento psicológico, assim como Beth teve depois de tudo. Mas é claro, devem pagar pelo que fizeram.

Milena Santos disse...

Nunca tinha visto algo tão chocante como este caso... Duas crianças matando um bebezinho de apenas 2 anos, com tanta atrocidade assim?
E pelo que entendi eles tinham plena convicção no que estavam fazendo, porque escolheram a dedo a sua vitima, ao ponto de o matarem de tal forma, e ainda colocarem o corpinho do mesmo numa linha de trem, para parecer acidente. O pior é saber que eles estão soltos e pior ainda é saber que o estado ainda os protege. Esse bichos deveriam ficar presos para sempre! Ou melhor, deveriam morrer da mesma maneira que mataram esse pobre menininho inocente.

Anónimo disse...

tao lindos bonitos estragaram a vida eu achor que eles sofrian estou viciadas nesses garotos, coitados dos 3 que deus o perdoe.....

Victor Diaz disse...

Não aceito essas pessoas na sociedade, nao importa como estejam hoje! Nem todos os monstros sao feios

Anónimo disse...

Olha! eu tou bestializado Que lamentavel tudo isso.É quase 'indigerivel' esse fato tragico, alias, nao só esse como muitos q acontece nesse nosso mundo. Temos q tomar alguma atitude desde agora desde esse exato momento desde o fundamento da base familiar, pessoal. vcs entendem? Nao participo de nenhuma organização religiosa, mas oq vou dizer faz pleno sentido!! Que Deus, o Todo-Poderoso, cujo nome é Jeová, Jave, Jah,..enfim (a humanidade sabe disso! Podem perguntar a arquiologos pesquisadores e cientistas ligados na area da teologia) q o Deus de AMOR,Jeova, perdoe a humanidade e venha logo rapidamente nos tirar desse sistema perverso de coisas desumanas e repugnantes. O que nós somos afinal? Que tipo de seres tao brutais nos tornamos? So Deus na causa. Temos que ensinar sempre, dia e noite, a nova geração bons e apropriados conceitos. Que Deus por intermedio de seu filho nosso salvador - ele morreu por nós - Cristo Jesus livre eu, vc q esta lendo agora, nossas familias, pessoas de bom coração, todos nós, a humanidade, das maos de Saraná, o diabo (que nos cobiça como uma fera faminta procurando a quem devorar) Amém.

Anónimo disse...

bom, a vida ja vai se encarregar de punir esses dois. Depois q sairem da cadeia, vao ser reconhecidos por todos e nunca poderão viver em paz
Isso se nao sofrerem algum assassinato pelo povo, algo q acho q ocorrerá.
Acho ainda q quando os seguranças deles dados pelo governo logo após sairem da cadeia para q se protejam da repressao popular,quando esses seguranças nao trabalharem mais para os dois assassinos, alguem ainda , com remorso, vai pegar esses dois e fazer a mesma coisa q fizeram com o Bulger, as mesmas atrocidades e depois irao coloca-lo semi-morto na linha do trem
a vida eh cruel, amigos

Anónimo disse...

vai tomar no seu ** esses meninos que agora ja sao rapazes devia morrer se eu podesse saber onde eles estao eu dava um tiro na boca deles tirar uma vida e ainda estao ae pelas ruas vao se fu vcs tem que ver o sofrimento de uma mae eles nao sofreram nada por matar uma pessoa o James podia ter uma vida mais nao teve que morrer sem viver sua vida.

Anónimo disse...

Acredito que possa haver reabilitação sim, por mais cruel que o crime foi, ambos não sabiam com plenitude o que estavam fazendo. Não sabemos em qual contexto viviam em sua casa. Pelo que li nos comentários os pais era drogados, não sei se e verdade mais só isso já basta para entender que o que fizeram não foi com consciência plena.
Para afirmar que reabitação e possível vou sitar um caso muito famoso no Brasil João Estrela, traficante, hoje musico. Espero do fundo do coração que esses mulekes hoje com quase 30 anos possam dar o amor que não tiveram na infância a seus filhos.

Anónimo disse...

http://tvig.ig.com.br/noticias/mundo/pai-mae-e-filho-matam-irmas-no-canada-8a4980263360dd2801352f8577bd34ff.html
SERIA LEGAL SE VOCE ESCREVESSE SOBRE ESTE CASO

Macabéa disse...

Obrigada pela dica, colocarei na minha lista e postarei esse link na página do face.

Obrigada mesmo.

Anónimo disse...

Aos que disseram que a culpa é dos pais, não acredito que a culpa seja da família. Aos 10 anos de idade sabe-se muito bem o que é matar e que isso não é certo. É um caso muito complexo de fato, e sempre acabam culpando a família, mas, e aqueles que tiveram a família "ideal"? Quem será culpado por eles?
Eu leio muito sobre esses casos e não acredito que nesse caso a culpa seja da família.
Dica: Leiam Precisamos Falar Sobre Kevin - Lionel Shriver
É um livro magnifico e ele nos faz pensar sobre 'O Culpado'.

Juliana FR disse...

a primeira pessoa que comentou não tem conhecimento ALGUM sobre psicopatia pra fazer esse tipo de comentário.

Celio RSP disse...

Dois vermes que mereciam morrer, no mínimo ficar em prisão perpétua sem direito a nenhum benefício! Pena eles não terem nascido em outra época, com certeza não teriam a mesma sorte que tiveram: teriam sido enforcados, decapitados, esquartejados ou até mesmo crucificados, dependendo da época histórica! Prova de que esse tipo de praga não tem mais conserto é que, em 2010, Jon Venables, já com 27 anos de idade foi preso de novo após violar regras de sua liberdade condicional, tendo sido solto de novo em 2013. O motivo? Acusado de colecionar e distribuir pornografia infantil!

Esse é o link:

http://www.destakjornal.com.br/noticias/mundo/britanico-que-matou-bebe-aos-10-anos-volta-a-prisao-64224/

Anónimo disse...

Eles merecem morrer e queimar no fogo do inferno onde é o lugar deles. No minimo eles merecem um inferno pessoal onde tudo o que eles fizeram aconteça com eles todos os dias pro resto da eternidade. Justiça não serve pra nada e quando as pessoas tentam fazer justiça com as próprias mãos se ferram mais que os bandidos. Não acredito em justiça da terra, mas justiça divina não falha e tudo o que é deles tá guardado, pode apostar. Desejo tudo oque é ruim no mundo pra esses monstros. Se fosse um filho meu eu que não pagava advogado, deixava apodrecer na cadeia, e se saísse eu mesmo fazia questão de dar cabo de um inútil desses.

Anónimo disse...

Aproveitando o ultimo comentario eu sugiro q vc adicione novas informaçoes como essa q o Venables foi preso por pornografia infantil depois d adulto e parece q tb tentou vender a filha pequena, nao sei ao certo, mas li sobre isso a pouco tempo no portal da globo, a mae do menino morto fala q nao entende pq o sistema protege tanto os dois ja q nao se sabe nada deles nem tem fotos deles hj. E obviamente o Venables era o cabeça e so essa policia estúpida nao via, enfim a pena devia ter sido perpetua.

Anónimo disse...

O menino Venables ...tem a fisionomia do diabo! cara de criança demoníaca...que horror!

Anónimo disse...

Em minha opinião fica evidente que Robert e Jon deveriam ser sentenciados a prisão perpétua,porque no caso do Venables ele não mudou nada,em alguns sites dizem que ele já se envolveu em brigas com drogas também e o caso mais recente dele é envolvendo a pornografia infantil que pra mim é um crime horrendo e inafiançável com toda certeza.
Eles deveriam continuar presos,não soltos assim,e é óbvio que o governo paga milhões pra esconder a cara desses idiotas!

Anónimo disse...

Robert and venables are criminals and have no right to live in this world since the day that did so much harm to the small James Patrick Bulger who could not defend themselves, they should have the death penalty or rot in jail for what they did and feel the pain that the family of James we are feeling the years do not accept it, is much cruelty kidnap torture and abuse of a pure and innocent to be like James, I hope they are haunted by the soul of our little q James with his ingenuity child was in these monsters that took and took her life that was just beginning today in've done tributes to Bulger and small things are beautiful but these two never teram peace because where to look will see James

Débora disse...

Como pode haver quem defenda esses vermes repulsivos? Eu não tive o melhor lar do mundo. Meu pai era extremamente violento e repressor, minha mãe sempre foi fria comigo e eu chorava todos os dias, mas nem por isso saí torturando crianças. Isso nasceu com eles. Eles são maus! A inocência e doçura do Venables é DISSIMULADA. Psicopatas sabem como cativar, seus acéfalos. Pra mim, eles só merecem o Inferno. E a política Reino Unido caiu muito no meu conceito. Parem de defender essas aberrações, porque são pessoas assim tão maleáveis, que acham que uma criança pode fazer o que quiser, que geram Venables e Thompsons. Vocês geram Jons e Roberts.

Anónimo disse...

Olá me chamo antonio,vi esse caso no jornal do sbt esses dias,em que foi exibido uma reportagem sobre a pena para adolescentes na inglaterra.Não acredito que esses dois (nadas)terem matado uma criança de apenas dois anos por "falta de amor" como ja foi descrito aqui.Com dez anos eu Ja era praticamente um adulto e fazia tudo em casa (trabalhos domésticos),e tinha plena conciência do que era "matar" uma pessoa,não tenho coragem de espancar nem um cãozinho.acho que esses dois lixos são realmente psicopatas,desprovidos de qualquer conexão com deus.Só a descrição desse ato terrível me faz chorar,imagina como foi a dor da mãe do Bulger.uma criança linda,dos olhos azuis,com certeza teria sido um adulto lindo.lamento por um anjo ter tido sua maravilhosa passagem pela Terra interrompida tão rapidamente.DEUS DÊ UM BOM LUGAR A ESSA CRIANÇA,E JAMES NÓS TE AMAMOS,MESMO SEM TER TE CONHECIDO.ANJO.

Anónimo disse...

Lembro-me muito bem deste caso, apesar de ainda ser novo na altura!
Esses assassinos, e seja qual for a idade dos mesmos, devem ser considerados seres do mal, e como tal condenados à pena de morte. Sempre fui a favor da pena de morte em casos em que não exista a mínima dúvida (o princípio da "duvida razoável" em vigor nos EUA, a meu ver está errado, simplesmente porque não podem haver dúvidas)
A única questão em que hesito é na opção entre pena de morte e prisão perpétua, dado que temo que o primeiro caso seja no fim de contas um castigo menor.
Fiquei chocado ao saber que foram libertados ao fim de tão pouco tempo...
Mas em Portugal seriam inimputáveis, mas há que dar um desconto. Em Portugal não existe justiça nem tão pouco Portugal é um país de pleno direito, é um esboço de qualquer coisa

Ana Cláudia Marques disse...

São da mesma espécie que o garoto membro do bando que provocou a morte do pequeno João Hélio, que não demonstrou nenhum pingo de remorso.