quarta-feira, 26 de novembro de 2008

Lindemberg Fernandes Alves



Caso Eloá Cristina

Caso de Santo André se refere ao mais longo caso de sequestro em cárcere privado já registrado pela polícia do estado brasileiro de São Paulo que adquiriu grande repercussão nacional e internacional.

Em 13 de Outubro de 2008, Lindemberg Fernandes Alves, então com 22 anos, invadiu o domicílio de sua ex-namorada, Eloá Cristina Pimentel, de 15 anos, no Jardim Santo André, em Santo André (Grande São Paulo), onde ela e colegas realizavam trabalhos escolares.
Inicialmente dois reféns foram liberados, restando no interior do apartamento, em poder do seqüestrador, Eloá e sua amiga Nayara Silva.

No dia 14, Eduardo Lopes, o advogado do seqüestrador, passou a acompanhar as negociações do cliente com o GATE (Grupo de Ações Táticas Especiais). Às 22h50min desse dia, Nayara Rodrigues, 15 anos, amiga de Eloá, foi libertada, mas no dia 15 a policia paulista mandou-a de volta para continuar as negociações. ( Nãooo da pra acreditar até agora que mandaram a menina voltar !!! )

Após mais de 100 horas de cárcere privado, policiais do Grupo de Ações Táticas EspeciaisTropa de Choque da PM de SP explodiram a porta - alegando, posteriormente, ter ouvido um disparo de arma de fogo no interior do apartamento - e entraram em luta corporal com Lindemberg, que teve tempo de atirar em direção às reféns.
A adolescente Nayara deixou o apartamento andando, ferida com um tiro no rosto, enquanto Eloá, carregada em uma maca, foi levada inconsciente para o Centro Hospitalar de Santo André.
O seqüestrador, sem ferimentos, foi levado para a delegacia e, depois, para a cadeia pública da cidade. Posteriormente foi encaminhado ao Centro de Detenção Provisória de Pinheiros, na cidade de São Paulo.

Eloá Pimentel, baleada na cabeça e na virilha, não resistiu e veio a falecer por morte cerebral18 de Outubro).
O caso também repercutiu no exterior; o jornal espanhol El País destacou a comoção nacional pelo falecimento da jovem Eloá.

Controvérsia :

A ação da polícia foi amplamente criticada por diversos especialistas em segurança pública. ( Pelo povo também! )

 
Espetacularização do caso :

Com o prolongamento do cárcere privado, a mídia brasileira foi pouco a pouco dando cada vez mais atenção ao caso. Após cerca de dois dias de cárcere privado, a RedeTV! entrevistou o sequestrador Lindemberg Alves, seguida pela repórter Zelda Mello, da Rede Globo e também pelo repórter da Folha Online.

Assim, houve uma espécie de "espetacularização do crime", bastante questionada e criticada após o desfecho do caso, que resultou na morte de uma das reféns. O caso mais criticado talvez seja o da apresentadora Sônia Abrão, do programa A Tarde é Sua. Nele, ela conversou ao vivo com Lindemberg Alves e Eloá por telefone, bloqueando a linha que era utilizada para contato com o negociador.

 
Descobertas após o caso :

De acordo com o relato da Polícia Civil de Alagoas, o ex-cabo da Polícia Militar Everaldo Pereira dos Santos, conhecido como "amarelinho", é Everaldo Pimentel, pai de Eloá, que estava disfarçado com o nome de Aldo Pimentel e estava morando com sua família em Santo André no estado de São Paulo. Everaldo tem quatro homicídios em sua ficha corrida.
Ele é acusado pela polícia de Alagoas de participar do assassinato do delegado Ricardo Lessa, irmão do ex-governador Ronaldo Lessa (PDT), e do motorista do delegado, Antenor Carlota, em 1991.
Everaldo é acusado também de assassinar sua ex-mulher Marta Lúcia, com quem foi visto pela ultima vez.
Ele também é acusado de ter atuado em um grupo de extermínio de AlagoasSanto André. Temendo ser preso, Everaldo não foi ao enterro da filha e está foragido. Ele declarou que só se entregará se ficar detento no estado de São Paulo.



Novidades sobre o caso  http://veja.abril.com.br/noticia/brasil/promotora-ameaca-processar-advogada-por-desacato 14/02/2012   


É revoltante ver como ele engordou! Quem paga a comida que esse FDP come, somos nós, gente de bem!



Lindemberg Alves é condenado a 98 anos e 10 meses de prisão. ( Até Que enfim hein Brasil!) http://veja.abril.com.br/noticia/brasil/lindemberg-alves-e-condenado-a-98-anos-e-10-meses-de-prisao 16/02/2012



Sonia Abrão Entrevista Lindemberg (Sequestrador da Eloá)


Sem comentários: