domingo, 30 de novembro de 2008

Chester Turner


Chester Turner, 40 anos, foi considerado culpado de 11 homicídios
Um antigo distribuidor de pizza, declarado culpado em Abril por 11 homicídios e considerado como o mais perigoso assassino em série da história de Los Angeles (Califórnia, ocidente) foi condenado à morte.


Chester Turner, 40 anos, fora declarado culpado em Abril 2007 pelo Tribunal Superior de Los Angeles depois de um julgamento de quatro semanas que descreveu como ele tinha feito reinar o terror durante 11 anos num bairro dos arredores Sul de Los Angeles.
Durante a audiência de 10-07-2007 Chester Turner que se declarou não culpado, foi condenado à morte pelo assassínio de dez mulheres, uma das quais grávida, e a 15 anos de prisão pelo 11º homicídio, o do feto de seis meses e meio.
Durante o julgamento, o procurador Bobby Grace admitiu que Chester Turner era talvez "o mais importante assassino da cidade de Los Angeles".
Chester Turner foi detido depois de uma violação em 2002 e testes de DNA conduzidos posteriormente relacionaram-no com os assassinatos de mulheres cometidos entre 1987 e 1998.

Serial killer de mulheres é condenado à morte :

Um entregador de pizza foi condenado à pena de morte, pelo assassinato de dez mulheres e um feto entre 1980 e 1990 nos arredores de Los Angeles, atingida no período por uma epidemia do uso de crack e cocaína.
O júri já havia recomendado a pena de morte para Chester Turner e o Juiz da Corte Superior William R. Pounders confirmou a sentença.
"Eu não acho que qualquer outro júri chegaria a uma conclusão diferente e, em qualquer corte, pediriam a pena de morte", disse Pounders.
Turner, 40 anos, não falou nada na corte, que ouviu várias familiares das vítimas na audiência. Automaticamente, o caso será levado à apelação.
Os promoteres disseram que Turner atacou prostitutas e outras mulheres em situação de risco com problemas de drogas, a maioria vivendo no sul de Los Angeles.
O entregador foi condenado sob dez acusações de assassinato em primeiro grau, além de acusação de assassinato em segundo grau pela morte do feto que uma das vítimas carregava, durante gravidez Regina Washington, 27 anos, estava grávida de 6 meses e meio quando Turner a estrangulou com um fio elétrico em uma casa vazia em Setembro de 1989. O condenado já cumpria pena de 8 anos por estupro de uma mulher em 2002 quando o teste de DNA o ligou às duas mortes.
David Allen Jones, um zelador com deficiência mental, foi condenado por três das mortes, mas libertado após o teste de DNA. O homem de 44 anos deixou a prisão em 2004 após cumprir 11 anos. Ele recebeu US$ 720 mil de compensação.
Acho essa quantia pequena !!! O Homem perdeu 11 anos da vida deleeeeee.

Sem comentários: