domingo, 7 de fevereiro de 2010

Brian Ranard Davis


Brian Davis Ranard


Foi preso pela morte de Kandus Yvonne Hightower-Sharp, filha de um pastor de Huntsville. Ele também é uma pessoa suspeita em seis assassinatos não resolvidos em Acres Homes, que começaram em 2006.


Cerca de dois anos e meio atrás, 6 mulheres desapareceram, uma por uma, em um bairro ao noroeste chamado Acres Homes em Texas Houston.

Seus corpos parcialmente despidos apareceram despejados em valas ou lotes gramados perto de seu bairro. Elas foram esfaqueadas ou estranguladas, e, em alguns casos queimadas até a morte.


O corpo gravemente queimado de Hightower-Sharp foi encontrado em 4 de agosto de 2007, fora dos limites da cidade. Uma autópsia revelou que ela morreu de várias facadas, queimaduras e inalação de fumaça.

"De tudo o que estamos ouvindo, este foi um ataque aleatório", Denholm disse. "Ele realmente jogou gasolina em seu corpo e ela foi queimada viva, por isso foi uma morte horrível".


Davis também é suspeito na morte de 22 de setembro de Bianca Willie Jones, 18 anos, que foi estrangulada e jogada no bairro Acres Homes.


A quebra no caso veio quando os oficiais de homicídios HPD, que investigaram os homicídios em Acres Homes, receberam uma dica de uma testemunha que ligava Davis à morte de Hightower-Sharp e outra mulher, Candice Marie Douglas, 26. Nenhuma das mulheres tinha sido parte da investigação de Acres Homes anteriormente.


A testemunha afirmou que Davis disse ter sequestrado uma mulher com a descrição dela, viu uma como ela descendo do carro da namorada dele. David disse a testemunha que a jogou no porta mala do carro de sua namorada e a estrangulou, ele disse também que a vítima começou mais tarde a se debater no porta malas, depois ele a matou e queimou o corpo dela, a testemunha disse aos investigadores.


Os investigadores encontraram manchas que pareciam ser de sangue sob a tampa do porta-malas do Borgonha 1999 Mitsubishi Gallant propriedade da namorada de Davis, quando tomaram o carro no mês anterior, depois de a testemunha se apresentar. Os resultados do teste revelaram o DNA extraído do porta-malas do carro foi coerente com o DNA de Hightower-Sharp.


Davis tem um extenso histórico criminal. A polícia do HPD o prendeu por agressão sexual em 2006, mas essa taxa foi reduzida a contravenção de assalto, ao qual ele se declarou culpado. Ele também foi condenado a três anos de prisão em 1995 por roubo agravado.


Ele ainda é só um suspeito e ainda nao foi julgado por estes crimes.


Não consigo encontrar mais nada sobre este caso.


Caso alguém conheça algum site, mesmo que em inglês favor postar um comentário.


Obrigada.

Sem comentários: