sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

Tommy Lynn Sells



Tommy Lynn Sells (nascido em 28 de junho de 1964) é um serial killer Americano.

Início da vida



Sells e sua irmã gêmea, Tammy Jean, contraíram meningite, Quando tinham 18 meses de idade.
Sells sofreu uma febre alta, mas sobreviveu. Sua irmã, porém, morreu em decorrência da inflamação. Pouco tempo depois, Sells foi levado para viver com sua tia Bonnie Woodall em Holcomb, Kansas. Ele morou com Woodall até completar cinco anos.



Quando tinha oito anos, Sells passou um tempo com um homem de uma cidade vizinha chamado Willis Clark, que mais tarde seria suspeito de abuso sexual infantil.



Já na adolescência, Sells começou a viajar, a fim de encontrar trabalho. Porque ele estava sem teto. Ocupou diversos postos de trabalho, muitas vezes, fazendo trabalhos manuais.

Assassinatos:

Tommy Lynn Sells


Sells afirma que ele cometeu seu primeiro assassinato aos 16 anos.



Enquanto trabalhava como garoto de programa no Missouri, durante o verão de 1985; Sells conheceu Ena Cordt, 29 anos de idade. Segundo Sells, Cordt convidou-o para sua casa, onde tinham relações sexuais consensuais. Os corpos de Cordt e seu filho de quatro anos de idade, foram encontrados três dias depois.



Sells é suspeito de ser o autor dos seguintes crimes:



O assassinato de Suzanne Korcz em Nova York durante maio de 1987.
O assassinato de novembro 1987 da família Dardeen em Illinois.

Família Dardeen


Matar um colega de trabalho no Texas, em abril de 1998.
O assassinato de Katy Harris, 13 anos, no Texas em 1999.

Katy Harris


Detenções e confissões:

Sells recentemente, alegou ter matado mais de 70 pessoas, de acordo com uma entrevista com o psiquiatra da Universidade Columbia e especialista forense Dr. Michael H. Stone famoso pelo programa do Discovery Channel: Evil Scale.



Em 31 de dezembro de 1999, no bairro Baía Guajia, a oeste de Del Rio, Texas, Sells mortalmente esfaqueou, Kaylene 'Katy' Harris, 13 anos,16 vezes e cortou a garganta de Krystal Surles, 10 anos. Surles sobreviveu e recebeu ajuda de seus vizinhos. Em última análise, Sells foi apreendido com um esboço de descrição da vítima.

Krystal Surles

Foi preso 02 de janeiro de 2000, bob custódia Sells, um viciado em drogas e vagabundo, admitiu aos policiais que tinha matado entre 20 e 50 pessoas em vários estados ao longo das duas últimas décadas.


Não ao contrário do serial killer confesso Henry Lee Lucas, Sells viajou para Idaho, Nevada e Arkansas para tentar confirmar assassinatos que ele havia confessado. Uma das supostas vítimas de Arkansas foi encontrado vivo e bem. "Nós fomos para Little Rock, Arkansas, e ele foi capaz de nos levar a uma casa onde havia ocorrido um roubo e tiroteio", disse o policial do Texas, John Allen, disse também: "Por 18 anos, ele tinha certeza que ele tinha matado o cara, mas acontece que o cara caiu no chão e ficou ali como se tivesse sido atingido e morto."


Várias semanas depois da viagem a Little Rock, autoridades do Texas levaram Sells ao sul de Idaho em uma missão similar, porque ele confessou a três assassinatos na área.
As autoridades acreditam que dois desses assassinatos ocorreram no outono de 1988, em uma ponte do lado de fora de Twin Falls. O terceiro assassinato ocorreu no ano seguinte, na vizinha Gooding County. "Ele disse que estava dirigindo uma van roubada em Salt Lake City e trouxe a mulher - que ele havia sido visto junto por umas semanas - e seu filho para passar a noite no rio Snake", um porta voz do xerife de Twin Falls County  disse: "Ele disse que matou e jogou-os no rio." Até agora a polícia não têm denuncias de pessoas desaparecidas que coincidam com o suposto assassinato. No terceiro assassinato, Sells confessou sequestrar uma mulher que estava pedindo carona do Canadá para Salt Lake City.

Um sociopata particularmente cruel, Tommy Lynn Sells confessou ter mais de uma dezena de homicídios, muitos deles eram crianças. Vagueando em todo o país, apenas interrompido pela prisão ocasional, Sells parecia visar crianças pequenas.

Sells já foi condenado por um assassinato em Del Rio, Texas. O assassino entrou na casa da família Harris em 31 de dezembro de 1999, e assassinou Kaylene, 13 anos, após ter abusado sexualmente dela antes de cortar sua garganta e tentou fazer o mesmo com a amiga Krystal Surles, 10. Ele foi condenado à morte pelo assassinato de Harris em 20 de setembro de 2000.

Entre os outros assassinatos Sells é creditado com a morte de uma criança de nove anos de idade, no Texas, o assassinato de uma mãe e seu filho de cinco anos de idade, em Forsyth, Missouri, os assassinatos de outra mãe e filho em West Virginia , e ainda um outro crime semelhante, no Tennessee.

Talvez o crime mais hediondo de Sells, tenha sido o assassinato quádruplo da família Dardeen em Ida, Illinois, em 18 de novembro de 1987. Ele fez amizade com a família e convidou para uma refeição em sua casa, Sells matou Russell Dardeen com um tiro na cabeça e bateu em sua esposa e seu filho de três anos de idade até a morte com um taco de beisebol. Durante o ataque brutal a Sra. Dardeen deu à luz uma menina, dois meses prematura. Confrontado com a situação única Sells simplesmente virou o bastão para o recém-nascido e espancou-a até a morte também.

Pra quem sabe ler inglês, há muito mais informações: AQUI na fonte da minha pesquisa.

Tommy Lynn Sells está no corredor da morte em Livingston, Texas.

Você pode ver mais fotos aqui: mais vítimas e mais fotos de Sells.

Fontes: Wikipedia e Murderpedia


2 comentários:

Anónimo disse...

Olha, vc está enganado, o primeiro vídeo não é de tommy lynn sells, e sim de Gary Ridgway, O "Green River Killer".

Anne disse...

Hahaha Veja que este documentário não fala só sobre ele. Só quis colocar o documentário todo. Mas realmente a parte 1 é sobre ele e outros entre eles o Gary Ridgway, que aliás vc pode encontrar aqui no blog também. Green River Killer.