domingo, 24 de janeiro de 2010

Anatoly Onoprienko - "A Besta da Ucrânia"


Anatoly Yurievich Onoprienko

(nascido em 25 de julho de 1959: Анатолій Юрьевіч Онопрієнко ) é um serial killer ucraniano. Ele também é conhecido pelo apelido de "A Besta da Ucrânia", "O Exterminador do Futuro" e "Cidadão O". Depois que a polícia prendeu o ex-aluno de silvicultura de 37 anos em 16 de abril de 1996, Onoprienko confessou ter matado 52 pessoas.

Nascimento e infância
Avó de Anatoly


Anatoly Onoprienko foi o mais jovem de dois filhos, seu irmão Valentim era 13 anos mais velho. Seu pai, o Júri Onoprienko, participou da Segunda Guerra Mundial e foi premiado pela bravura. a mãe de Anatoly morreu quando ele tinha 3 anos. Ele foi criado por seus avós e tia por um tempo antes de ser entregue a um orfanato na vila de Privitnoe. Em uma entrevista, Onoprienko disse mais tarde que estava pré-determinado ao seu destino - como ele disse, 70% dos diplomados de lares de crianças vão para a prisão.
 


Crimes:


Onoprienko estava carregando um rifle de caça que combinava com a arma do crime em vários dos assassinatos e teve jóias e equipamentos de vídeo que poderiam ter pertencido a algumas de suas vítimas. Enquanto na prisão, ele confessou imediatamente a oito assassinatos entre 1989 e 1995. A princípio, ele negou as acusações de outros, mas logo admitiu ser o assassino de 52 vítimas, em um prazo de seis anos. Enquanto na prisão, ele alegou que sua matança foi comandada por vozes interiores, manteve a audiência. Bem como, os locais que Onoprienko escolheu para os assassinatos formam uma cruz sobre um mapa da Ucrânia.
 
Achei meio viagem isso, não forma bem uma cruz, mas talvez fosse a intenção dele.


Métodos:


As mortes seguiram um padrão definido. Ele escolhia uma casa isolada, atirava em todos dentro da casa, incluindo crianças, e colocava o edifício em chamas. Ele também matava qualquer testemunha que tivesse o azar de cruzar o seu caminho durante sua loucura assassina. Os primeiros a morrer foram quatro pessoas de uma família em Bratkovychi. Outra família de cinco pessoas e duas testemunhas foram mortas, não muito depois na mesma aldeia. Quando a polícia impôs um cordão de segurança em torno de Bratkovychi, ele então mudou-se para outras aldeias para continuar a matança.


Captura e condenação :





Em março de 1996, o Serviço de Segurança da Ucrânia (SBU) e especialistas do Ministério Público deteram Yury Mozola, 26 anos, como suspeito de vários assassinatos brutais. Ao longo de três dias, seis membros da SBU e um representante do Gabinete do Procurador torturaram, queimaram, deram choques elétricos e bateram no cidadão preso. Mozola se recusou a confessar os crimes e morreu durante a tortura. Sete responsáveis pela morte foram condenados a penas de prisão. Dezessete dias depois, o verdadeiro assassino, Anatoly Onoprienko, foi encontrado depois de uma caçada em massa, sete anos após seu primeiro assassinato.


Onoprienko disse que foi ordenado ou por Deus ou por algo vindo do espaço a matar, e que ele tinha sido "escolhido" como um espécime superior entre os homens para o trabalho. Ele alegou que poderia exercer fortes poderes hipnóticos, controlar animais através de telepatia e parar seu coração com a sua mente através de seu conhecimento de mestre de Yoga.

Isso aconteceu depois que ele foi morar com um de seus parentes e lá ele tinha um esconderijo de armas que foi descoberto pelos parentes. Anatoly foi rapidamente expulso da casa. Dias mais tarde, a partir das informações recebidas, Anatoly foi capturado.


Onopriyenko assassinou 43 vítimas em 6 meses em 1995-1996. Ele foi condenado à morte em 31 de março de 1999, mas devido à intenção da Ucrânia de aderir à União Europeia, a sentença de morte foi comutada para prisão perpétua.

Mais fotos.

Fontes: Wikipedia e Murderpedia.

Крест Оноприенко (1)


Крест Оноприенко (2)


Крест Оноприенко (3)

3 comentários:

Pedro Burlandy disse...

Ótimo site Parabéns, mas como ele perdeu a mãe com 3 anos se a velhinha está lá, em foto recente?
Outra coisa é que provavelmente o apelido não deve ser "O Cidadão" mas "Cidadão O" (da tradução em inglês de "Citizen O", língua que deve ter sido a fonte deste post), pois o sobrenome dele começa com a letra "O".
De resto ótimo post!!!

Macabéa disse...

Obrigada pelo toque, já corrigi os erros.

=D

Macabéa disse...

Obrigada pelo toque, já corrigi os erros.

=D