domingo, 31 de março de 2013

Assassinos da Família Manson

No blog há vários posts sobre eles. Postarei os links nesse post.


Na sexta-feira, 8 de agosto de 1969, a temperatura na califórnia beirava os 33ºC. A onda de calor já durava três dias, e os moradores de Los Angeles estavam preocupados. Em uma casa no número 10.050 de Cielo Drive, alugada pelo diretor de cinema Roman Polanski, residiam Sharon Tate, esposa do diretor e grávida, seu ex-namorado Jay Sebring, o amigo de Polanski Wojiciacj "Voytek" Frykowski e sua namorada, a herdeira do café Abigail Anne "Gibby" Folger. Por volta das 18:00 horas, Debbie Tate, 16 anos, telefonou perguntando se podia ir visitá-la, mas Sharon disse que não e também cancelou um jantar a que compareceria naquela noite. Depois de comer em um restaurante mexicano os quatro voltaram pra casa. Folger foi para seu quarto, tomou o estimulante MDA e começou a ler. Frykowsky também fez uso da droga e ficou na sala ouvindo musica. Sharon Tate deitou-se na cama vestindo um biquíni, conversando com Sebring. Ele bebia cerveja e fumava maconha.

Do lado de fora da casa haia quatro indivíduos vestidos de preto, membros da chamada "Família" de Charles Manson formada por hippies e desajustados. Eram eles a ex-dançarina de topless, ladra e praticante do satanismo Susan "Sadie" AtkinsCharles "Tex" Watson, a ex-professora de escola dominical e corretora de seguros Patrícia "Katie" Krenwinkel Patrícia "Katie" Krenwinkel, e Linda Drouin Kassabian que mais tarde se tornou testemunha da promotoria.

Depois de cortar as linhas de telefone, eles assassinaram primeiro Steven Parent, 18 anos, o caseiro. Watson arrombou uma janela e invadiu a casa, abrindo a porta da frente para os cúmplices. Charles "Tex" Watson acordou Frykowski, dizendo a ele: "Sou o diabo. Estou aqui para fazer o trabalho do diabo". Depois ele o chutou na cabeça. Susan Atkins percorria a casa e viu Folger lendo na cama. A herdeira do café ergueu os olhos. sorriu e acenou. Atkins respondeu ao cumprimento e seguiu adiante até encontrar o quarto de Sharon, e só então voltou para relatar suas descobertas a Tex Watson.
Ele deu uma corda a Atkins, e ela amarrou Frykowski, indo em seguida buscar Folger, Sharon e Sebring. Watson pegou outra corda, amarrou os pulsos de Sebring e depois passou a corda em torno de seu pescoço antes de jogá-la por cima de uma viga. A outra ponta ele amarrou no pescoço de Sharon. Os quatro receberam ordens para se deitarem de bruços, e Sharon começou a chorar.

Sebring protestou contra o tratamento dado a sua ex-amante e foi atingido por um tiro lançado por Watson na axila esquerda.
Ele então amarrou as mãos de Folger com um pedaço da corda que estava no pescoço de Sharon. Em seguida, ele passou a mesma corda pelo pescoço de Sebring e, quando a puxou, Sharon e Folger tiveram de ficar em pé para não serem estrangulados. Quando Sebring gemeu, Watson se aproximou dele e começou a chutá-lo e agredi-lo até ele ficar em silêncio. Frykowski tentou fugir, mas foi capturada no gramado, onde levou 51 facadas e dois tiros. Folger foi esfaqueado 28 vezes, o que tingiu suas roupas de vermelho. Seu corpo também foi encontrado no gramado da frente da casa. Sharon suplicou por sua vida e pela do bebê que esperava. Susan Atkins gritou para ela: "Escute aqui, vadia, não me importo com você! Não me interessa se vai ter um bebê! É melhor se preparar. Você vai morrer, e eu não sinto nada por isso". Watson usou a faca no rosto de Sharon, e Atkins começou a esfaqueá-la. Ela segurou o corpo inerte de Sharon, aninhando-o nos braços, pôs a mão sobre seu seio e lambeu o sangue nos dedos.



A cena do crime Tate.


Os quatro já haviam saído da casa quando se lembraram das instruções de Manson. Eles então retornaram e escreveram a palavra "PIG" (porco) com o sangue de Sharon na porta da frente.
Os médicos avaliaram que o bebê de Sharon, Richard Paul, viveu por 20 minutos depois da morte da mãe. Por volta das 8:30 horas da manhã seguinte, a empregada da casa, Winifred Chapman, encontrou os corpos. A polícia foi chamada às 9:14 horas.

Naquela noite os quatro assassinos, além de Manson e Leslie Sua Van Houten,  também membro da família, planejavam criar mais tumulto em Los Angeles. Eles mataram a facadas o empresário e dono de supermercado Leno LaBianca e sua esposa, Rosemary, na casa do casal em Waverley Drive, 3301, perto de Griffith Park.

Apesar da inscrição "Morte aos porcos" feita no local com sangue de LaBianca, a polícia não relacionou os dois casos.
Eles acreditavam que o assassinato de Tate estivesse ligado à então crescente cultura das drogas, e que o assassinato dos LaBianca fosse obra de imitadores.

No meio de agosto a polícia certou o Rancho Family's Spahn e 26 pessoas foram detidas, mas todas foram libertadas no dia seguinte. Um golpe de sorte levou à captura da Família e eles começaram a falar sobre as mortes.
Em 1º de dezembro de 1969 Watson, Krenwinkel e Kasabian foram acusados. O julgamento começou em 15 de junho de 1970 e todos foram condenados à morte em 19 de abril de 1971. Antes do cumprimento das sentenças, porém, o estado da Califórnia aboliu a pena de morte e todos foram então sentenciados à prisão perpétua.

Doris Tate, mãe de Sharon, compareceu às audiências de condicional de Tex, Watson e Susan Atkins. Watson, que teve três filhos desde que foi preso, teve negado o pedido de condicional em 1985.
Atkins, como Watson, alegava ter encontrado Deus, mas a sra Tate disse a ela: "Você é uma excelente atriz - a maior depois de Sarah Bernhardt".

Em 1990 Watson entrou com novo pedido de condicional, e mais uma vez a sra. Tate compareceu à audiência. Para espanto de todos, uma das defensoras da aprovação de condicional era a filha de Rosemary LaBianca. Doris Tate lembrou os presentes das palavras ditas por Watson quando ele entrou na casa de sua filha: "Eu sou o diabo. Estou aqui para fazer o trabalho do diabo". "Na minha opinião, sr. Watson", ela acrescentou, "ainda está em franca atividade. Qua misericórdia teve por minha filha quando ela implorou para não ser morta? Por 21 anos, desejo perguntar a esse prisioneiro 'por quê?' Ele não conhecia minha filha. Como um indivíduo destituído de sentimentos pode matar uma mulher grávida de oito meses? E minha família? Quando Sharon terá chance de conquistar sua condicional? Quando eu terei essa chance? Pode me dizer? As vítimas sairão do túmulo se você obtiver sua liberdade condicional?"

A soliciação de Watson foi negada. Todos os assassinos ainda estão presos, e a Família Tate tem dedicado seu tempo e sua energia ao esforço de garantir que essa situação permaneça inalterada.




                                     

                                     




mais alguns links relacionados: 

Robert Kenneth "Bobby" Beausoleil 

Sandra Good

Catherine 'Gipsy' Share

Mary Brunner


Steve Grogan - Também conhecido como "Scramblehead"


Lynette Squeaky Fromme


Boa leitura.

Comentem no blog pessoal. Valeu.







12 comentários:

Anónimo disse...

Nossa essa foi do carai ... esse Watson e do capeta msm :) ! não entendir direito quem era quem na hora da morte ... pq me faltou imagens ... + de resto tudo otimo! Gj

Macabéa disse...

Clique nos links (não é virus) vc entenderá melhor o caso, tem mais imagens, textos e videos. Abraço.

Macabéa disse...

Ah, Assista o Filme: HELTER SKELTER.

Anónimo disse...

vo tentar vlw.... bom trabalho! ah é vc so vai atualizar pelo facebock agora?

Macabéa disse...

não não, mas no face postarei os posts do blog e alguns casos recentes, noticias e tals. Mas continuarei postando aqui tb. ^^

Anónimo disse...

Helter Skelter é mesmo um ótimo filme, e essa história do Mansos mostra o perigo que uma mente psicopata pode causar liderando pessoas de cabeça fraca.

Anónimo disse...

Olá. Primeiramente vou te parabenizar pelo blog, é o melhor sobre o assunto e sempre to por aqui lendo os casos. Gostaria de pedir pra que você falasse algo sobre o caso do Ronald DeFeo. Não sei se tem algum post sobre isso, porque são muitos. Se houver, desculpe kk. Mas eu gostaria muito que você falasse sobre ele, pois é muito bom.

Macabéa disse...

Olá, obrigada pelo elogio e pela dica, vou procurar informações sobre ele e postar, pesquisei aqui e ainda não publiquei sobre ele.

Grata.

Lucas Bormann disse...

Admiro muito essa família, na minha própria família houve um caso semelhante e até hoje meu avós, tios e primos se esforçam para manter os culpados na cadeia, sempre indo depor nas tentativas deles de conquistar a condicional.
P.S: Estou amando seu blog, formo em direito esse ano e estou considerando ser criminalista.

Anónimo disse...

Este caso está melhor descrito por este link:

http://pt.wikipedia.org/wiki/Caso_Tate-LaBianca

Parabéns pelo blog. Estou me "divertindo" (rsrsrs) lendo histórias que jamais soube!

Anónimo disse...

HEhehe. bandios sempre acham o frcos. Se fizesem algo com minha familia faria a familia mansom parecer a fmilia DO-RE-MI. faria com as minhas propias maos durnte 1 mes e com todo o conhecimento tecnico que possuo. Essa e a paciencia minha com bandidos.

Cris Oliveira disse...

ja li muito sobre esse caso e nenhum deles usanvam drogas antes de serem assasinados tanto que o Roman deu um entrevista na epoca dizendo que Tate nem vinho bebia durante a gravides