segunda-feira, 4 de maio de 2009

Clan dos Vampiros



Justin Roderick Ferrell

(nascido em 28 de Março de 1980) foi o líder de uma gangue loose-knit de adolescentes de Murray, Kentucky, tristemente conhecido como " Clan dos Vampiros " Em 1998, Ferrell declarou-se culpado do assassinato duplo de um casal de Orlando, Florida, tornando-se a pessoa mais jovem nos Estados Unidos no corredor da morte. Inicialmente condenado à morte, pena de Ferrell já foi reduzida a vida sem liberdade condicional. Ferrell disse às pessoas que ele era um vampiro de 500 anos de idade chamado Vesago.

As matanças

Em 25 de Novembro de 1996 (semana de Ação de Graças), Ruth Naoma Wendorf e Richard foram encontrados por sua filha Jeni Wendorf, espancados até a morte em sua casa em Eustis. Enquanto  Richard Wendorf 42 anos estava dormindo em seu sofá e Ruth estava no chuveiro, Ferrell e o seu cúmplice de Scott Anderson entrou na casa através da garagem aberta, pegando a arma do crime. Antes de Richard ter acordado, Ferrell o acertou várias vezes com um pé de cabra, fraturando seu crânio e duas costelas, quase instantaneamente, batendo, e matando ele logo em seguida. Quando Ruth tinha encontrado Ferrell e Anderson alguns momentos mais tarde em casa, Ferrell a espancou até à morte. Ele alegou em sua confissão, porém, que em seu plano original, iria deixar Naoma Ruth viver, mas ela o atacou primeiro gritando e jogando um copo de café bem quente sobre ele, o que irritou e fez ele mudar de idéia e matá-la também. Richard foi encontrado tendo marcas de queimadura em forma de um V. Foi dito que o V era o símbolo de Rod, que ele fez com um ponto para cada pessoa que considerava ser a sua seita de vampiros....

As vítimas foram o pai e a madrasta de Heather Wendorf, uma amiga de longa data e ex-namorada de Rod que ele estava ajudando a fugir de uma casa que ela descreveu como "inferno".
Heather e as outras meninas que estavam com Ferrell e Anderson não estavam na casa dos Wendorf quando os assassinatos ocorreram, Charity e sua amiga Dana tinham conduzido Heather para o apartamento delas Heather antes de partir para Nova Orleães.
Após quatro dias de condução através de quatro estados, o grupo foi encontrado em Baton Rouge, Louisiana. Uma das meninas ligou para a sua mãe em Dakota do Sul. O grupo precisava de dinheiro, e Charity Keesee pensou que sua mãe poderia ajudá-los. No entanto, a mãe informou a polícia sobre o seu paradeiro e ajudou a polícia encontrar Ferrell, Wendorf, e o resto dos adolescentes ela os convenceu a ir para um hotel Howard Johnson's, onde eles foram presos.
Os quatro foram detidos em uma prisão de Baton Rouge, durante uma semana antes de serem extraditados de volta para a Flórida, onde eles foram inicialmente detidos em Lake County Jail. Eles foram mais tarde transferidos para um centro juvenil em Ocala.


Em 12 de Fevereiro de 1998, o então com 17 anos de idade Ferrell se declarou culpado dos assassinatos, alegando que os outros a viajar com ele eram inocentes, exceto Scott Anderson, que era apenas um acessório. Ferrell se declarou culpado de duas acusações de homicídio premeditados de primeira e foi condenado à morte (mais tarde reduzida a uma sentença de prisão perpétua), enquanto Caridade Keesee e Dana Cooper foram condenadas por homicídio em terceiro grau.
Por dois anos, Ferrell detinha o recorde como o mais jovem prisioneiro no corredor da morte até Setembro de 1999, quando a Flórida Supremo Tribunal reduziu sua pena para prisão perpétua sem condicional.

Referências na Cultura Popular

Quatro redes de televisão norte-americana anunciaram planos de produzir filmes em 1997, inspirado no caso Ferrell-Wendorf clã. Existe um programa de TV Justiça sobre Rod Ferrel. Em abril, a Fox tinha planejado para liberar Running With the Devil: A True Story of the Vampire Kentucky Thrill Kill Cult, na qual Wendorf teria sido interpretado por Christine Taylor. Ele nunca foi produzido. NBC produziu Mother, May I Sleep with Danger?. CBS anunciou interesse em produzir um filme de TV com Heather Matarazzo, Drew Barrymore e Carla Gugino, mas isso não ocorreu.
Em 2002, o diretor John Webb fez o filme Vampire Clan, em que os assassinatos e os acontecimentos foram mostrados. O elenco inclui:

Drew Fuller como Ferrell
Marina Negro como Dana Cooper
Alex Breckenridge como Caridade Keesee
Timothy Lee DePriest como Scott Anderson
Stacy Hogue como Jeni Wendorf
Kelly Kruger como Heather Wendorf
Spencer Redford como Jeanine Leclair

A música "Blood on the Bluegrass" da Legendary Shack Shakers é sobre as mortes e menciona tanto Ferrell e Wendorf pelo nome. Last Words Will Ferrell Last Words Was "Will Come Back For Ana Clark[Anna] And Cassidy Sunday!"


A Confissão de Rod Ferrell :

PS: resumida.

P: Eu sou sargento Odom, Este é Detetive Moran e vc já conhece Detetive Dewey. Qual é o seu nome?
R: Roderick Ferrell.
P: F-E-R-R-E-L-L. Qual sua data de nascimento, Roderick?
R: 28/03/80.
P: Qual o seu nome do meio?
R: Justin.
P: Você tem algum apelido?
R: Me chamam de Rod.
P: Okay. Vc tem 16 anos de idade. Qual o seu endereço?
R: 906 Broad Street, Apartamento F6.
P: Em qual cidade?
R:Murray, Kentucky.
P: Apartamento F6, Murray, Kentucky? É perto de Paducah? Okay Rod, Vc sabe q esta preso e é agora um fugitivo de Lake Couty Sherriff's Office em Lake Couty, Florida?
R: Sim. Ele leu os direitos dele.
P: Até q ano você frequentou a escola, Rod?
R: décimo.
P: Vc sabe ler e escrever?
R: Eu não aprendi nada com a escola, aprendi com a vida.
P: Entendo.
R: A razão pela qual eu fiz esta besteira.
P: Bom, veremos. Uhm, Vc ingeriu alguma substancia ilegal ou álcool nas ultimas 3 ou 4 hrs?
R: Provavelmente a 1hr atrás.
P: Okay, Vc tem uma doença mental, Vc está consultando um psiquiatra?
R: Eu cheguei a ver um. Não sei pra que. Nunca prestei atenção.
P: Quem te mandou pra la, seus pais?
R: A escola, O Sherife, minha mãe. Basicamente a Cidade inteira.
P: Mas agora vc nao esta sob cuidados psiquiatricos por alguma razão?
R: Não por drogas ou coisa parecida, Só vou ao psicólogo.
P: Okay, Chegaram a te prescrever algum remédio q vc tem q tomar?
R: Não é nada de Tao grave assim.
P: Okay Rod, uh, Vc falou com o Detetive Dewey e concordou em dar seu depoimento sobre o q aconteceu.
R: Contanto q eu possa ver Che.
P: Okay, sem problemas. Vá em frente, comece ahm, pela parte q vcs estavam em Kentucky
R: Vc tem algum gravador ou só testemunhas oculares?
P: Só testemunhas.
R: Eu nao me lembro q noite foi mas.
P: Hj é sexta, dia 28. O incidente ocorreu segunda dia 25 eu acredito.
R: Segunda.
P: Segunda passada.
R: Ah, Foi na terça.
P: Tem razão, foi uma terça. Eu sou um homem velho.
R: Sexta passada estava em Kentucky por q fui na casa da Dana ver Che.
P: Espere um minuto, Rod. Vc se importa se eu fizer algumas anotações?
R: Não estou nem ai na verdade.
P: Okay.
R: Eu acho q sou mentalmente perturbado, sei la.
P: Rod, vc nao deveria chegar a essa conclusão, filho. Mesmo estando encrencado, entende?
R: Não é por q estou encrencado. É por q nao tenho mais nenhuma preocupação com a vida. Principalmente a minha.
P: Talvez vc diga isso, Mas sabe, eu nao estou dentro da sua cabeça. Eu não sei o q está acontecendo, mas sei q ainda é um rapaz jovem ah, ainda tem muita vida pela frente.
R: Antes de eles me transportarem, vc pode tentar fazer algo para tentar arrumar isso?
P: Sim, Nós concertaremos. cortaremos pela raiz. Okay.
R: Muito obrigada, senhor.
P: Vc saiu sexta passada?
R: nós saímos 12:30, como eu disse,no apartamento da Dana para ver Che Por q nós estamos saindo por 11 meses estamos noives e ela esta gravida e tudo, eu disse a Che de antemão Que eu ia levar ela comigo para outra cidade por q estou cansado de Murray por q os tiras ficção me enchendo por algo q eu nao fiz e, Desculpe...
P: Tudo bem.
R: Uhm, Eu peguei ela e a Dana e o Scott Anderson, fui até o apartamento dele e perguntei se ele queria viajar ele disse q sim. Me avise se eu estiver falando muito rápido.
P: Vá em frente.
R: Uh, nós dirigimos, Pegamos tudo q precisamos, Fomos até onde os irmãos dele estavam por q ele tinha q leva-los pra casa antes da meia noite aquela noite E falamos pra Che dizer a eles q nós fomos sequestrados por Steven Murphy, Mais conhecido como Jaydon.
P: Okay.
R: Depois disso nós pegamos a estrada.
P: Foi vc Scott e Che?
R: Foi eu, Scott, Che e Dana no carro.
P: Okay.
R: Demorou mais ou menos um dia para chegarmos Em Florida , pois como eu disse ao Dewey, nós dirigimos dia e noite.
P: Alguém pode melhorar a luz aqui? Yes!
R: Okay, quando chegamos em Florida, eu procurei por alguns amigos para dizer oi Eu fui na casa de Jeanine Leclaire, a melhor amiga de Zoey, vc a conhece como Heather.
P: Jeanine Leclaire?
R: Ela é minha ex-namorada. Ela queria q eu buscasse ela.
P: Okay, Em q cidade foi isso?
R: Eustis.
P: Ta bem.
R: Okay, depois disso eu esperei a Zoey sair da escola, falei com ela, ela disse q queria ir com a gente. Por q nós realmente nao tínhamos ideia de para onde iríamos. Isso foi na segunda.
P: Okay.
R: Terça, durante o dia, nós fomos parados em uma estrada estadual. Aquilo nos deixou um pouco nervosos, então decidimos nao fazer nada aquela noite por q nós falamos pra eles q íamos ficar mais uma noite.
P: Aonde vcs foram parados, em Eustis?
R: Uh, em Lake Joanna Drive.
P: Okay.
R: Eles pediram nossos documentos e tudo mais, nao encontraram nada e deixaram a gente ir.
P: Ta certo, okay, e...
R: Depois disso liguei pra Zoey de um telephone publico no K-Mart e disse q partiríamos a noite disse pra ela pegar as merdas q ela precisava, tipo fotos q seja, e pra esperar na Jeanine e dizer o mesmo pra ela q nós passaríamos para pegalas tal hora basicamente quando começa-se a escurecer, 5:30, 6:00 da tarde.
P: Okay.
R: Fomos primeiro na casa da Zoey, Grande surpresa, esperamos por ela 1hr depois q escureceu q ela apareceu, la pras 7:00pm
P: Okay.
R: Fomos pra casa da Heather.
P: Okay.
R: Andamos pela estrada,olhamos em volta da casa só pra checar os perímetros, Vimos q todas as portas estavam destrancadas, fomos até a garagem, procuramos por itens especiais, encontramos.
P: Que tipo de itens especiais? Armas?
R: Sim, era só essa minha preocupação - Armas, comida e dinheiro.
P: Okay.
R: Entramos na casa, a mãe dela tava tomando banho, o pai tava dormindo no sofá, Entao tomei a liberdade de andar pela casa e pegar algo pra beber por q eu tava com sede.
P: Okay.
R: Uhm, Scott ficava me seguindo bem atrás de mim q nem um cachorrinho perdido, Dai antes da mãe dela sair do chuveiro, eu fui até o pai dela e bati nele, até finalmente ele parar de respirar, Então sim, eu sou um assassino confesso.
P: Okay.
R: Na verdade ele demorou uns 20 malditos minutos pra parar, eu juro, pensei q ele fosse imortal ou algo assim.
P: Com o q vc bateu nele?
R: Uma alçaprema (Alavanca para levantar grandes pesos). Eu ia usar um machado ou serra eletrica mas ia ser muita bagunça, nojento.
P: Alçaprema faz bastante bagunça também.
R: Não, só espirrou um pouquinho de sangue em mim - surpreendente - mas continuando, depois disso eu basicamente zuei com o corpo dele e procurei pela carteira, encontrei um cartão de credito.
P: Okay.
R: Dois minutos depois, a mãe saiu do chuveiro com um bom copo de café q ela derramou em cima de mim. Ela me perguntava o q eu queria, por q achou q eu só estava roubando eles.
P: Ela ainda nao tinha visto o marido?
R: Não, Eu me certifiquei de q ele estava escondido.
P: Okay.
R: Não queria q ela fizesse escândalo. E ela nao fez, como eu disse, basicamente ela olhou direto pra mim e perguntou o q eu queria. Mas já estava óbvio pois tinha sangue em mim e uma alçaprema nas mãos. eu queria dizer, é, eu quero tomar café com vc sua vaca espertinha, Mas enfim... Foi ai q ela se atirou em mim, Eu ia até deixar ela viver, mas depois q ela avançou em mim eu peguei no fundo da alçaprema, e fiquei apunhalando no crânio dela e quando ela caiu eu continuei batendo nela até ver o cérebro dela no chão, por q aquilo me deixou puto. Foi assim.
P: Ela te arranhou?
R: Ela me rasgou, me rasgou, jogou aquela merda de café fervendo em mim, fiquei puto.
P: Okay
R: Entao eu garanti q ela morresse. Vasculhei a casa a procura de chaves do carro, dinheiro,etc. Pensei em esperar pela irmã de Zoey mas decidi, Não, por q se dar ao trabalho? Deixa ela vir pra casa, ter um surto mental, chamar a policia, e eu tava certo, foi o q ela fez. Enfim, encontrei as chaves do Explorer, casualmente sai de la, e cheguei até a rua.
P: Aonde estava Scott durante todo esse tempo?
R: Oh Deus, ele ficou completamente congelado. Ele nunca tinha visto pessoas serem mortas antes. Ele foi só um acessório.
P: Okay.
R: Depois disso dirigimos até a casa da Jeanine com o Explorer, então acho q ela meio q percebeu o q tinha acontecido com os pais dela.
P: Heather?
R: Sim, Zoey.
P: Rod, preciso te fazer mais umas perguntas. Você está dizendo que Scott estava na casa com vc, Mas ele nao tomou parte nos assassinatos?
R: Tudo o q ele fez foi assistir, e depois q eu terminei de matar eles, ele os roubou.
P: Okay.
R: Ele vasculhou um lado da casa e eu o outro. O maximo q ele fez foi mover um pouquinho os corpos.
P: Me diga tudo q vcs tiraram da casa além do q nós já sabemos.
R: Nós pegamos as pérolas da mãe dela q estavam no pescoço do Urso Teddy dela. A faca do pai dela, Nao sei q tipo.
P: É aquela faca de bolso com o cabo azul?
R: Não.
P: É uma faca grande?
R: a lamina tem uns sete centímetros.
P: Tipo uma faca de caça?
R: Uh-hum.
P: Okay.
R: Nós pegamos $4.75 por q nao sabíamos q ela já tinha roubado eles, O q me deixou um pouco frustrado e agitado.
P: Quem, Zoey q já tinha pegado o dinheiro?
R: Sim, pra gasolina e etc.
P: Okay e, e o Discover card?
R: Tava na carteira dele. Tiramos do bolso de traz.
P: O q vc fez com a Alçaprema?
R: Eu francamente nao sei.
P: Vc se lembra se deixou na casa ou se jogou fora enquanto estava no Explorer?
R: Explorer. Certo depois q rodamos umas 50 milhas eu encontrei no carro eu ia ficar com ela. Meio difícil de se achar a arma do crime se vc nao quiser.
P: So you don't know what happened to it? então vc nao sabe o q aconteceu com ela?
R: Tudo o q sei é q eles devem ter jogado fora.
P: E quanto a faca, estava no carro?
R: Ah, Zoey pegou por q era do pai dela, ela queria guardar de souvenir eu acho.
P: Okay. Para onde vcs estavam indo?
R: Tipo depois de Florida?
P: Sim.
R: Nós fomos para , New Orleans. Fomos parados por policiais la também. Mais ou menos umas 5 vezes durante toda a viajem e nunca nos pegaram, até agora, até irmos ao hotel.
P: Por q vc deixou um deles ligar? Quem ligou pra avó? Alguém ligou para South Dakota?
R: Sim, foi a Che.
P: Foi a Che.
R: Ela tava pirando e é basicamente a única coisa com q me importo nesse mundo, então... Moran: Bingo,foi ai q ela fez a ligação.
R: Oh, Eu sei. Ai disse pra eles q devíamos sair da cidade, mas eles nao me ouviram. Viu, eles nunca ouvem ao líder.
P: Para onde vcs iriam?
R: Sei la, nao tava nem ai.
P: Dirigir até achar algum lugar?
R: Até achar uma boa área florestal. Eu ia largar aquela merda de Explorer em algum lago e começar a desbravar a floresta, matar veados ou qualquer coisa q pudesse comer. Foram os avós dela q nos entregaram?
P: Ahm, não tenho certeza.
R: Porque achei que fosse a mãe dela, tipo ela é meio que uma Sheriff em Rapid City.
P: eu não acho q a mãe dela sabia onde ela estava.
R: Uhm, ela ligou pra ela também.
P: Rapid City, South Dakota. Pode ter sido, eu nao sei. Mas foi alguém de la.
R: sim senhor, a mãe dela q é uma puta.
P: Vocês, vocês já haviam falado sobre o assassinato antes de acontecer, com qualquer pessoa?
R: Nós nunca pensamos sobre isso até 10min antes de acontecer.
P: Okay, então nao foi planejado?
R: Não foi premeditado - foi tipo espontâneo. Quando se premedita algo, esse algo é facilmente descoberto. P: A quanto tempo vcs se conhecem?
R: Todos nós?
P: Sim.
R: Eu e Scott, desde a segunda serie. Conheço a Che por 11 meses, indo pra 12. Dana faz 2 semanas e Zoey 1 ano.
P: Seus pais moravam em Eustin?
R: Eu minha mãe e meus avós. Dai minha mãe se casou com Darren Breven se vcs tivessem jurisdição em Michigan eu diria umas coisas sobre ele, mas isso é sobre mim certo, então....
P: Você conhecia os pais dela antes daquele dia?
R: Eu nunca nem vi eles antes daquela noite. Cheguei até a errar de casa, mas vi q tinha crianças na casa e minha regra é, Não matar nada q é pequeno. Já adultos nao tem problema, de 16 pra cima.
P: Durante a viajem vcs agrediram outras pessoas?
R: Só os pais mesmo.
P: Vocês não quiseram ficar na casa deles?
R: Por causa da policia - Uma vez q eles nao aparecem no trabalho ou escola alguém iria querer ir la ou chamar a policia ou algo assim. Eu nao queria lidar com a policia de lá, eles são muito mais hostis do q vcs daqui. É por isso q estou cooperando com vcs. Vcs nao me bateram nem nada.
P: Por que faríamos isso, Rod?
R: Porque os policiais de Murray fazem, os da Florida ai toda vez q vejo um policial eu fico assustado.
P: Bem, nem todo mundo é assim amigo.
R: Eu sei, por isso q observo a todos.
P: Dana e Zoey e, e ah, Che nao estavam envolvidas nisso, certo?
R: Não, elas eram tipo umas pessoas q estavam sequestradas ou meio q companhia.
P: Mas eles foram com vcs por vontade própria certo?
R: Che não teve escolha.Eu disse q levaria ela comigo e pronto. Dana veio com a Che porque ela se preocupa com ela. Zoey veio pois ja estava planejando ir comigo a mais ou menos um ano, nós planejamos que quando eu me mudasse de volta a Eustis, ela e a Jeanine viriam comigo e iriamos pra New Orleans já que tenho alguns amigos lá.
P: Sim.
R: E se a Che não tivesse pirado era la q eu estaria agora. O que posso dizer, é uma droga morar em cidades grandes, vc aprende a ser amigo de policiais e senhores do crime. P: Alguma pergunta?
Dewey: Rod, vc mencionou q Scott nunca tinha visto um assassinato antes, vc já tinha?
R: Eu vi porras de assassinatos a vida inteira, desde q eu tinha 5 anos, meu avô era um assassino, mas ele nunca foi pego.
P: Vc viu pessoas assassinando outras pessoas?
R: Ele faz parte de uma organização chamada Black Mask ( Mascara negra ). Quando eu tinha 5 anos eles me escolheram como o guardião da mascara negra, e o guardião tem se tornar um com todos. Em outras palavras, eles me estupraram. E eles tinham q sacrificar um humano para o guardião então sacrificaram alguém na minha frente. (PS: Não consegui encontrar nada sobre isso, se alguém que conhece o caso souber se isso foi confirmado deixe um comentário por favor)
P: Em q cidade foi isso?
R: Em Murray.
P: Você chamaria isso de um culto?
R: Sim.
P: Meio pesado, mesmo pra quem é Hard core né?
R: Duas coisas me incomodam : O q aconteceu quando tinha 5 anos e o fato de eu não poder mais ver a Che.
P: Só perguntei, Rod.
R: Matar é um meio de vida,os animais matam, e é assim q os humanos são, os piores predadores pra dizer a verdade.
P: Quantos anos a Che tem?
R: 16 apesar de tudo isso, ela está carregando meu filho. Quase dois meses de gravidez. Como dizem, acidentes acontecem.
P: Bem Rod, eu nao vou adocicar isso, amigo, pois vc sabe o q vc fez.
R: É bem simples, Eu to Fodido.
P: Os oficiais de Lake City, detetives,já estão vindo pra cá.
R: É possivel alguém da minha idade pegar pena de morte?
P: Depende, ah, não sei quais sao as leis na Florida, ah, quando alguém tem 16 anos neste estado pode ser julgado como adulto e sujeito a penas dadas a adultos.
R: Por que andei pensando e o q eu fiz, se eu fosse adulto poderia pegar pena de morte.
P: Claro.
R: Então eu estava pensando, vc sabe. Tipo, por favor vá em frente, ha!
P: Pra ser sincero, sim, implicaria em pena de morte.
R: Pena.
P: Sim, vai brincando.
R: Me desculpe, é q isso é uma merda de uma grande piada. Minha vida parece um sonho. Minha infancia foi tirada de mim aos 5 anos, eu nao sei se estou dormindo ou sonhando, pelo q sei posso acordar a qualquer momento.
P: Rod, eu te garanto q nao é um sonho.
R: Tá frio.
P: Quer adicionar alguma coisa?
( Ele denunciou um rapaz q vendia drogas na escola, um ex da mãe dele também, disse q se os outros policiais nao fossem legais como eles foram ele nao diria nada )
P: Okay.
R: Fiquei sem falar por mais ou menos dois anos, posso fazer de novo.
P: Posso ver seu dedão ? Como vc cortou ?
R: Com uma faca.
P: De propósito?
R: Fui e phutt (phonetica).
P: Okay.
R: Eu faço isso com frequência.
P: Nós vamos cuidar desse machucado pra vc.
A ligação para a policia.
911:Qual é a emergência ?
Minha emergência é em Eustis, Florida, 24135 Greentree Lane. Preciso de 2 ambulâncias.
Minha mãe e meu pai foram mortos. Eu acabei de chegar em casa. Não sei o q aconteceu. Eles estão mortos.

911:Ambos, senhora?
O que?
911: Sua mãe e seu pai ? Eles nao estão respirando ?
Eu nao sei... não chequei. Não consigo chegar muito perto, eles são meus pais.
911: Tem alguém com vc senhora?
Não tenho ideia, Não sei quem está na casa, eu nao tenho ....eu, eu .....espera ai, tem alguém na outra linha.
911: Alô, senhora ?
Alô.
911: Sim, senhora.
OK.
911: Certo, senhora, Qual o seu primeiro nome?
Meu nome é Jennifer. Meu ultimo nome é Wendorf.
911: O que te faz pensar q seus pais foram mortos?
Jennifer: Tem sangue por todos os lados. Por favor, o mais rápido q puder...
911: OK, já estamos a caminho. Você está sozinha?
Jennifer: Não tenho ideia. Pode ser que tenha alguém na casa.
911: Eu quero dizer, ninguém entrou com vc?
Jennifer: Quem?
911: Ninguém está ai com vc?
Jennifer: Minha irmã sumiu. Não sei aonde ela está. Ela sumiu.
911: O que quer dizer? Ela mora ai com seus pais?
Jennifer: Ela deveria estar aqui. Ela só tem 15 anos. Ela sumiu.
(Jennifer da pontos de referencia para chegar a casa.)
911: Certo, senhora, o q eu gostaria q vc fizesse é sair da casa e sentar la fora no seu carro, ok?
Jennifer: OK.
911: Vc não tem certeza q tem alguém mais na casa. Quando vc disse ter sangue pra todo lado, vc quiz dizer no chão, parede?
Jennifer: Sim, sim.
911: No chão?
Jennifer: Minha mãe está.... Eu não posso ir la. Eu to com muito medo de sair do meu quarto,
de sair do quarto da minha irmã.
911: OK, vc entrou pela porta da frente e foi pro quarto da sua irmã?
Jennifer: Eu entrei pela porta da frente e nao prestei atenção, mas achei q meu pai estava dormindo. Dai liguei pro meu namorado pra dizer q tinha chegado.
Dai voltei e vi o sangue. Dai corri pra cozinha. Minha mãe estava la. Corri para o sofá e meu pai estava la. Tinha sangue em todo lugar.
911: Então sua mãe está na cozinha e seu pai na sala? Ok, estou com os policiais na outra linha.
Quero ter certeza de q eles estão no caminho certo q saibam o q está acontecendo. Ok?
Jennifer: OK. e minha irmã sumiu, e o Explorer sumiu.
911: Quero q fique comigo na linha, OK? Vc não tem um telefone portátil tem?
Jennifer: Não
911: Vc está no quarto da sua irmã.
Jennifer: Sim.
911: OK. tem como vc trancar a porta do quarto?
Jennifer: Não tem como.
911: OK, vc nao consegue trancar a porta do quarto? OK.
Jennifer: Seria bom eu ligar pra alguém, tipo meus avós?
911: Não, não, fique na linha comigo. não quero q caia a ligação, OK?
Jennifer: OK.
911: No caso de ter alguém na casa, quero q fique em contato comigo . . . .
Vc tocou em algo na casa?
Jennifer: Não, só o telefone.
911: OK. converse comigo. . . .Qual é o nome da sua irmã querida?
Jennifer: Heather.
911: O nome dela é Heather?
Jennifer: Sim.
911: E o ultimo nome?
Jennifer: Wendorf.
911: Por acaso vc nao sabe me dizer a placa do Explorer do seu pai sabe?
Jennifer: Eu sei as 3 primeiras letras P-U-U. Ele é modelo 1994 e azul.
911: Seu último nome é Wendorf também? Vc está dando esta informação para a policia agora na outra linha . . .e quais sao as primeiras letras da placa?
Jennifer: P-U-U.
911: Quando foi a ultima vez q vc falou com seus pais e sua irmã?
Jennifer: A última vez q falei com meu pai foi ontem a noite. Com a minha mãe foi hoje no telefone, eu estava na casa do meu namorado, era umas 3 p.m. e minha irmã esta manha.
911:Então a última vez q vc ouviu sua mãe foi hoje as 3 da tarde?
Jennifer: Sim.
911: A porta da frente da casa está aberta?
Jennifer: Eu não sei. Eu. . .
911: Bem, quando vc entrou, vc trancou a porta?
Jennifer: Não. Eu entrei pela porta da lavanderia, e nao tranquei.
911: OK. aonde é essa porta?
Jennifer: É na garagem.
911: Tem q entrar na garagem pra chegar la?
Jennifer: Sim.
911: E a garagem está aberta?
Jennifer: Sim.
911: OK.
Jennifer: Não, não, não, a porta da garagem nao está levantada. A Van da minha mãe está la fora.
A porta da garagem nao está levantada. Tem uma porta bem a esquerda da garagem.
911: Vou dizer pra eles irem até lá. É do lado da garagem?
Jennifer: Sim.
911: Eu vou ficar aqui com vc. OK, Jennifer?
Jennifer: Sim.
911: OK, eu não quero q vc fique sozinha.
Jennifer: Sim. . . (sussurro) Posso ir la ver se meus pais estão vivos?
911: Perdão?
Jennifer: Posso ir la ver se meus pais estão vivos?

911: Vc se sente confortável para fazer isso?
Jennifer: Eu não sei. Eu estou preocupada com eles, mas não sei quanto tempo vai levar até. . .
911: Bem, nao vai demorar muito até eles chegarem ai.
Jennifer: (sic) OK, vou tentar me acalmar.
911: Está tudo bem, vc está indo muito bem. Vc está se saindo muito bem.
Jennifer: Eu não, senhora, eu nem sei seu nome, mas eu. . .
911: Meu nome é Belinda.
Jennifer: Belinda, eu já vi essas coisas na tv, eu sei q podem acontecer.
Mas, nao consigo acreditar. . . Oh, meu Deus. . . Vc sabe me dizer quanto tempo até eles chegarem aqui?
911: Bem, deixe-me ver. Espere só um segundo. . .
Jennifer: Eu sinto muito. Eu sinto, Eu. . .
911: Bem , vc está se saindo muito bem, Jennifer, vc está indo bem.
OK, o departamento do sheriff está bem em frente da ambulancia. Estão só a alguns minutos dai.
Eu vou te informando aonde eles estão.
(para um policial)
Ela nao sabe se a porta da frente está destrancada. Melhor vcs irem pela porta ao lado da garagem...
(volta para a Jennifer)
OK, Tem uma ambulancia chegando, Eles esperam a policia entrar. Esse é o procedimento.
Jennifer: Posso ir la fora agora ?
911: Bem, quero q vc espera até ter certeza de q a policia chegou,
dai quero q vc saia e deixe eles saberem aonde vc estara.
Jennifer: Bem, a ambulancia já está la fora, nao está? Alguém precisa entrar aqui.
911: Eles estão na cena. . . OK, se vc quizer sair do quarto.
Eu disse a eles por onde entrar.
Jennifer: Vou deixar o telefone aqui.
911: (para a policia na cena) Ela está saindo do quarto.
Diga para eles nao se alarmarem com ela. Não , ela nao os viu, mas ouviu.
Nove minutos após a ligação a policia e a ambulancia estavam no local.
Isso é tudo q achei sobre o caso. Se encontrar mais alguma coisa postarei.






1 comentário:

Cristian Medeiros disse...

cara valeu mesmo !!

otimo blog
parabens