quinta-feira, 4 de abril de 2013

Susan Smith

"Senti que tinha de pôr fim à nossa vida para poupar-nos de sofrimento ou dano."



Susan Leigh Vaughan Smith (nascida em 26 de setembro de 1971) é uma americana que foi condenada à prisão perpétua pelo assassinato de seus próprios filhos. Nascida em Union, South Carolina, ex-aluna da University of South Carolina Union, ela foi condenada em 22 de julho de 1995 por assassinar seus dois filhos, um de 3 anos de idade, Michael Daniel Smith, nascido em 10 de outubro de 1991, e um de 14 meses de idade, Alexander Tyler Smith, nascido em 5 de agosto de 1993.  O caso ganhou atenção mundial pouco depois de desenvolvido, devido à sua alegação de que um homem negro havia roubado seu carro e sequestrado seus filhos. Mais tarde, ela alegou que ela sofria de problemas de saúde mental que a fazia perder o juízo.




 Ela está presa na prisão Leath da Carolina do Sul, perto de Greenwood.

]

Ela trabalhava na Conso Products, a maior empregadora em Union, Carolina do Sul, e depois de se separar do marido começou um romance com um colega de trabalho, Tom Findlay, solteiro e rico, 27 anos, filho do dono da Conso Products. Porém, ele não queria criar os filhos dela e escreveu várias cartas para Susan, e em uma delas dizia: “Susan, eu poderia me apaixonar de verdade por você. Reconheço que tem qualidades encantadoras, e acho que você é uma pessoa fantástica. Mas, como já disse antes, algumas coisas em você não são apropriadas para mim, e, sim, refiro-me aos seus filhos”.



 Oito dias mais tarde, às 21:12 de 25 de outubro de 1994, ela disse à policia que havia sido assaltada em seu carro por um homem negro, e que o assaltante levara o automóvel com os filhos. Ela fez apelos lacrimosos na televisão pedindo pelo retorno dos filhos. Também foi feito um pedido pela internet. Após nove dias de investigação policial, (eles desconfiavam que ela estava mentindo, mas queriam acreditar que as crianças pudessem estar vivas), Smith, então com 23 anos, confessou no dia 3 de novembro. Nunca existira assalto nem homem negro.


Ela havia dirigido até o lago John D. Long, trancara o carro com os filhos pequenos nele e empurrara o carro para dentro do lago, onde as crianças se afogaram. Susan escreveu uma “explicação” para sua atitude: “Fiquei muito perturbada emocionalmente. Não queria mais viver! Sentia que não podia mais ser uma boa mãe, mas não queria que meus filhos crescessem sem mãe. Senti que tinha de pôr fim à nossa vida para poupar-nos de sofrimento ou dano...Estava muito apaixonada por alguém, mas ele não me amava, nunca me amou. Era muito difícil, para mim, aceitar tudo isso. Quando estive no lago John D Long, senti um medo e uma insegurança como jamais sentira antes. Queria muito acabar com a minha vida... e... desci do carro e fiquei ali parada, uma pilha de nervos. Desci ao ponto mais baixo quando deixei meus filhos descerem aquela rampa sem mim... Amava meus filhos como todo o meu { coração}. Isso nunca vai mudar...Meus filhos, Michael e Alex, agora estão com o Pai Celestial, e sei que eles nunca mais serão machucados. Como mãe, isso é mais importante para mim do que as palavras podem expressar...Depositei minha total confiança em Deus, e ele vai cuidar de mim”.



O julgamento de Smith começou em 19 de julho de 1995 no Tribunal de Union County. Às 19:55 de 22 de julho, depois de deliberar por duas horas e meia, o júri anunciou o veredicto de condenação por homicídio. Às 14:45 de 27 de julho, Smith foi sentenciada a trinta anos de prisão (na verdade prisão perpétua, mas poderá pedir condicional depois de ter cumprido 30 anos). Com mais exatidão: ela poderá pedir condicional em 4 de novembro de 2024.

(Os anjinhos que nasceram de um monstro)



Curiosidade: Smith manteve relações sexuais com pelo menos dois carcereiros, e em 2003 postou um anúncio em um website para condenados.
Só eu que achei ou ela parece um pouco com a Ana Carolina Jatobá? (caso Nardoni)





 Comentem! Obrigada.


Este video é da serie Most Evil Crimes. Mostra vários casos de mulheres assassinas e Susan está entre elas.

                                         O pai das crianças fala sobre o caso 15 anos depois.


Aqui mostra ela falando em rede nacional. (Claro que a policia desconfiou, ta na cara que ela ta mentindo)


                                 
Quando ela fez apelação por um novo julgamento


                                   
dois dias depois do assassinato


                                     
Cena do crime

Há vários videos sobre ela no youtube. 

Devido a algumas reclamações de leitores, retirei um comentário do meio do texto. Eis que vocês adoram comentar; mas eu, pelo visto, não posso. rs retirei para evitar mais reclamações. Passem bem e fiquem a vontade para criticar, elogiar, enfim... adoro ler os comentários.




19 comentários:

Anónimo disse...

aquele piti foi desnecessário! :D +_ belo trabalho!

Macabéa disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anónimo disse...

MONSTRA NÃO EXISTE. A MULHER É UM MOSNTRO. E SEUS COMENTÁRIOS A RESPEITO DELAFORAM MEIO RIDÍCULOS!

Macabéa disse...

kkkk eu acho muito engraçado quando os leitores criticam meus "comentários" mas adoram comentar coisas do tipo aqui. Sério, deem uma olhada nos comentários que o pessoal faz aqui, vou retirar os comentários deste post, não deveria, mas enfim... fiquem a vontade para criticar.

Anónimo disse...

tira eu não ... ! e serio q o pessoal faz esses comentários? E UM BLOG SOBRE CRIMES DE PSICOPATAS oq ele esperam ver ?! Ass : o anonimo ali de cima!

wolneyphn disse...

ela poder ser libertada em 2024. espero que a Justiça Americana recuse o pedido de condicional.

Mi disse...

Nem sei como cheguei ao blog, mas estou lendo sem parar... Perfeito! Só fiquei curiosa para saber seu comentário, rsrs (que foi apagado por causa de reclamações). Acho que você não deveria se preocupar em expor sua opinião. Concordarei (ou não) com ela, mas sei perfeitamente que o blog é, apesar da riqueza de informações, PESSOAL. Nossa mídia é bem mais parcial que seu blog e ninguem reclama disso!!! Parabens pelo trabalho, ganhou uma fã!

Macabéa disse...

Eu comentei algo do tipo: Ela é uma Monstra (sim, sei q está errado no português) deveria morrer na cadeia, e a chamei por vários palavrões. rs
Obrigada pelos elogios.
Abraço Mi.

Guilherme Pacheco disse...

Tem mais um fã seu aqui!

Podia fazer uma seção de filmes bacanas de psicopatas que tem no netflix, né? =D

Bjs

Macabéa disse...

Rs, obrigada, ah, vou procurar saber como se faz isso e quem sabe num futuro eu coloque uma sessão de filmes aqui rs valeu pela dica.
bjus

Flavia Natalia disse...

Eu leio, procuro e estudo tudo sobre psicopatia, uns dos meus projetos futuros é fazer psiquiatria para tentar endender e num futuro distante eu estar participando da grande descoberta sobre esse "problema", sei lá, imagino que um dia inventarão algum exame, diagnostico para dectar psicopatas quando nem ainda sabem falar já que a pessoa nasce assim e nada podemos fazer a não ser deixa-la longe da sociedade para não acontecer casos igual das irmãs com a barbora ou o caso que me deixou mal por dias do bebe James Bulger. Enfim, voce ganhou uma grande fã e o seu blog é rico em detalhes e acho os seus comentarios muito bons, então não ligue para os outros.

Macabéa disse...

Wow Flavia,que bom, eu queria ser psicologa forense (bem, quem sabe um dia ainda venha a ser) vou torcer muito por vc, volte sempre e me conte quando se formar, pois ficarei muito feliz ^^ muito obrigada =D

Anónimo disse...

Acho que teu comentario contra aquele ser demonico e qualquer ofenca contra esse demonio e muito certo e se alguem esta a favor dela deve ser envestiga por que e igual ou pior

Ana disse...

Adorei seu blog, realmente rico em informações, e não se torna chato. Parabéns!

Dj Edmilson disse...

Parabéns por seu blog, muito bom mesmo!!! Todo dia leio um pouco sobre esses crimes! Espero que continue, e seus comentários são a sua opinião, não tenha vergonha disso, gostem ou não!!!

valeria sena disse...

Estou lendo todos os casos, muito bom o blog....

Anónimo disse...

Estou lendo tudo e adorando o blog. Parabéns!

Anónimo disse...

Eu ja li varios casos nesse blog e um dos melhores bem esplicado eu ja disse em outros casos eu gosto da interaçâo com os leitores colocando suas proprias comentarios mas a quele piti nao foi um comentario foi desnecessario e infantio

Rosy Fernandes disse...

Parabens pelo seu blog muito bom e interessante